Notícias

Publicado em 17 de Outubro de 2015 às 01h:08

Monaghan vence, apesar da grande valentia de George

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Imagem: TSM

O invicto Sean Monaghan (26-0, 18 ko's) superou um valente Donovan “Da Bomb” George (25-5-2, 22 ko's) em luta válida dentro do limite dos meio-pesados, nesta sexta-feira, em Nova Iorque, após 10 rounds de confronto, via decisão unânime dos jurados. Os scores apontaram 100-90 (duas vezes) e 99-91 . O Round13 viu a contenda em 99-91 em favor do vencedor.

Em uma disputa, no mínimo, interessante, Monaghan não apresentou mais do que havia demonstrado perante o brasileiro Cleiton Conceição, há 5 meses. Já George, que iniciou relativamente bem, acertando bons golpes potentes no primeiro round, demonstrou garra ao continuar lutando mesmo com muitas dores, causadas por uma aparente lesão na mão direita.

Soltando uma daquelas frases para ficarem marcadas nas mentes dos fãs, após conversa com o médico de ringue sobre suas condições de prosseguir performando com um membro lesionado, Donovan foi enfático: "Meu coração não está quebrado". Sendo assim, com sua vontade de continuar intacta, árbitro e doutores permitiram a continuidade dele no quadrilátero até o soar do último gongo.

Enquanto Monaghan continuava andando à frente com seu estilo clássico de guarda fechada e golpes curtos, George parecia mais solto, apesar de ter recebido muito mais socos no decorrer do combate, e a cada tentativa de utilizar sua direita, sofria de dor.

Mesmo com um oponente claramente machucado diante de si, o Campeão Continental CMB e agora também nortte-americano NABO, não conseguiu finalizar o imbróglio, dando oportunidade para que o pugilista do córner oposto desse demonstrações claras de valentia – com pouca vontade de escondê-las, é verdade.

Ainda que tenha dominado o embate, Monaghan não conseguiu mostrar que pode vencer nenhum dos grandes nomes da categoria. Ranqueado por todas as quatro grandes entidades do boxe, não teria a menor chance contra Sergey Kovalev ou Adonis Stevenson, os dois detentores de cinturões principais nos 79,4 quilos.

“Da Bomb”, por sua vez, garantiu a contratação para mais programações no futuro, demonstrando que pode ser um “entertainer”, por mais que lhe falte qualidade suficiente, hoje, para almejar algo mais relevante na categoria.

Na preliminar do evento, o meio-médio Brad Solomon (26-0, 9 ko's) teve poucos entraves para vencer Raymond Serrano (21-3, 9 ko's), também por pontos, com 10 passagens pelejadas. As marcações ficaram em 100-90, 98-92 e 97-93. O Round13 marcou 98-92 para Solomon.

A programação desta noite teve transmissão para o Brasil pelo SporTV2, com os comentários sempre pertinentes de Daniel Fucs.

Comentários