Notícias

Publicado em 01 de Dezembro de 2015 às 00h:59

Mais resultados deste sábado, 28/11

AutorDaniel L. & Luigi F.

Nem só de Tyson Fury e Wladimir Klitschko viveu o boxe no último final de semana de Novembro/2015.

Em outras programações resultados importantes ocorreram, conforme noticiamos previamente, então vamos á eles:

DeGale defende cinturão pela primeira vez

O britânico James DeGale (22-1, 14 ko's) defendeu com sucesso pela primeira vez a cinta FIB na categoria dos super-médios ao vencer o romeno/canadense ex-detentor do mesmo boldrié, Lucian Bute (32-3, 25 ko's), via decisão unânime, após 12 rounds na casa do desafiante, em Quebec, Canadá, no último sábado. Os scores apontaram a clara vitória do campeão por 117-111 (duas vezes) e 116-112.

Com isso, DeGale, medalha de ouro nas olimpíadas de Pequim-2008, consegue manter-se titular da Federação Internacional de Boxe na primeira vez em que arriscou seu patamar, conquistado em Maio, diante de Andre Dirrell. Bute, por sua vez, soma a terceira derrota em seus últimos cinco combates, um declínio visível desde que perdeu seu cetro e sua invencibilidade ao ser nocauteado por Carl Froch, em 2012.

Na principal preliminar do evento, o colombiano Eleider Alvarez (19-0, 10 ko's) manteve-se invicto e campeão “Silver” do Conselho Mundial de Boxe na divisão dos meio-pesados, ao bater por decisão majoritária, e também polêmica, o sul-africano Isaac Chilemba (24-3-2, 10 ko's), com marcações 114-114, 118-110 e 115-113.

Charlo tem pouco trabalho para vencer Campfort

O estadunidense Jermall Charlo (23-0, 18 ko's) não só conservou seu cartel invicto como também o título dos médio-ligeiros pela FIB, ao bater o haitiano Wilky Campfort (21-2, 12 ko's), por nocaute técnico no quarto giro, sábado, em Dallas, Texas. O rei das 154 libras pela Federação não passou por dificuldades em manter-se no posto, alçado em Setembro, quando destronou Cornelius “K9” Bundrage.

Na semifinal da programação, o prospecto Errol Spence Jr (19-0, 16 ko's) também atuou de forma dominante ao bater Alejandro Barrera (28-3, 18 ko's), encerrando o embate durante a quinta passagem, em disputa dentro do limite dos meio-médios.

Arias perde por pontos na Itália


Imagem: Arquivo Pessoal

Em embate realizado sábado na cidade de Torino, o peso pesado brasileiro George Arias (56-15, 42 KOs) acabou derrotado por pontos pelo camaronês radicado na França Carlos Takam (33-2-1, 25 KOs) após 8 rounds.

Esta foi a terceira derrota seguida do brasileiro no exterior, em 4 lutas realizadas neste ano. Em 2015, o pugilista brasileiro lutou pela primeira vez em maio, nocauteando Leonardo Moura no Ginásio do Pacaembu, na capital paulista, quando defendeu com sucesso o seu cinturão de campeão brasileiro. Depois disso, derrotas para Hughie Fury, Kubrat Pulev e, agora, Carlos Takam. Todos os revezes foram por pontos.

"Takam foi mais volumoso, atirou golpes em boas variações e me obrigou a trabalhar bem a defesa. Por conta disso, conectei pouco golpes. A vitória dele foi merecida", declarou Arias com exclusividade ao R13.

Questionado sobre a série de derrotas e o futuro, George lembrou que já passou por situação semelhante entre 2002 e 2003, quando também perdeu 3 lutas seguidas para Fres Oquendo, Fabrice Tiozzo e Owen Beck. "Isto (três derrotas consecutivas) já me ocorreu em 2002, só que agora já estou com quase 42 anos de idade. Quero ver o vídeo da luta antes de decidir o que vou fazer", finalizou o brasileiro.

Comentários