Notícias

Publicado em 13 de Janeiro de 2016 às 17h:20

CMB decide a linha de sucessão dos títulos de Mayweather!

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Após o retiro definitivo (ou não) de Floyd Mayweather Jr., o Conselho Mundial de Boxe, que preparava uma espécie de “torneio” para decidir o rumo dos cetros mundiais nas categorias meio-médio e médio-ligeiro, previamente pertencentes ao norte-americano, finalmente decidiu a fórmula à ser aplicada. Já aviso que a mesma não possui uma lógica muito apurada, mas não deixa de trazer confrontos de uma linearidade interessante. Confira:

Meio-médios

A categoria mais acirrada do boxe já terá, logo no próximo dia 23 e Janeiro, sua primeira decisão de título pelo CMB. Danny “Swift” Garcia (31-0, 8 ko's), ex-campeão unificado dos meio-médio-ligeiros, e número #2 do ranking pela entidade, já estava acertado para combater Robert “The Ghost” Guerrero (33-3-1, 18 ko's), 6º colocado, no Staples Center, em Los Angeles, Califórnia. Agora esta será a contenda que valerá o cinturão mundial vago.

Mas, e Amir Khan (31-3, 19 ko's), primeiro no tabelamento do Conselho e campeão “Silver”? Bom, para Khan resta aguardar o vencedor de Garcia-Guerrero, na posição de primeiro desafiante obrigatório.

Á partir daí, os confrontos abaixo decidem, conforme o ranking, os próximos desafiantes:

Lamont Peterson (34-3-1, 17 ko's), 4ª posição, enfrenta Andre Berto (30-4, 23 ko's), 5º colocado, pelo posto de segundo mandatório (desafiante obrigatório, após Khan);

Sammy Vasquez (20-0, 14 ko's), número #12 do ranking, enfrenta Aaron Martinez (20-4-1, 4 ko's), 21º, em preliminar do evento do dia 23, numa Semifinal eliminatória;

Cesar Miguel Barrionuevo (28-3-2, 19 ko's), 20º colocado no tabelamento, pega o 33º, Azel Cosio (20-3-2, 17 ko's), provavelmente no final deste mês, em outra Semifinal;

Os vencedores das semifinais se enfrentam, e provavelmente combatem o ocupante da 10ª posição, Ray Robinson (20-2, 9 ko's), pelo direito de se tornar o terceiro desafiante obrigatório.

Médios-ligeiros

O irmão gêmeo de Jermall Charlo, campeão da FIB, terá a chance de dividir o reinado dos médio-ligeiros, tal qual fizeram com o ventre de sua mãe, algo inédito na história do boxe. Isso porque Jermell Charlo (27-0, 12 ko's), sendo o número #1 do ranqueamento, tem garantida a disputa do cinturão vago, versão Conselho Mundial de Boxe diante do segundo colocado, John “Dah Rock” Jackson (20-2, 15 ko's). A contenda ainda não tem data definida para acontecer.

O que está definido é que o ex-campeão da OMB, Demetrius Andrade (22-0, 15 ko's), 3º colocado no ranking, encara o 5º, Charles Hatley (26-1-1, 18 ko's), para decidir quem será o primeiro desafiante mandatório ao título.

Já Vanes Martirosyan (36-2-1, 21 ko's), número #4 do tabelamento do CMB, teve menor sorte. Ele terá de passar por Julian Williams (21-0-1, 13 ko's), ranqueado em sétimo, depois pelo vencedor da luta entre o º8 e o 9º colocados – Jorge Cota (25-1, 22 ko's) e Ishe Smith (28-8, 12 ko's), respectivamente – e, por fim, pelo ex-campeão AMB, Austin Trout (30-2, 17 ko's), 6º do ranking, se quiser se tornar também desafiante ao título. Coisas do boxe...

 

Comentários