Notícias

Publicado em 31 de Janeiro de 2016 às 23h:34

Natan Coutinho comenta derrota para Zou Shiming

AutorLuigi F.

Imagem: ChinaFotoPress via Getty Images

Fui muito feliz dentro daquele ringue, muito mais do que em todas as vitórias que já tive” – Brasileiro falou com exclusividade ao Round13 sobre a luta do último sábado.

 

Poucas horas após o término da luta diante do chinês Zou Shiming (7-1, 2 KOs), o super-mosca brasileiro Natan Coutinho (12-1, 10 KOs) conversou com o Round13 sobre a sua estreia no exterior e a perda de sua invencibilidade como profissional. Em embate realizado no último sábado, em Xangai, na China, Coutinho acabou suplantado pelo boxeador chinês por nocaute técnico no oitavo assalto, quando o juiz interrompeu a luta após série de golpes de Shiming.

Round13: Primeiramente, obrigado por falar conosco tão pouco tempo após a sua luta. Antes de mais nada, como você está? Aquela sequência de golpes do Shiming te machucou? Como você está se sentindo? Como foi a luta?

Natan Coutinho: Eu estou bem, estou bem feliz. Infelizmente a vitória não veio, mas acredito que me portei bem, ninguém esperava aquele Natan em cima do ringue. Fui para lutar e lutei, agradei quem estava lá assistindo. Tentei a vitória a todo instante, fui eu mesmo no ringue, brinquei como sempre e fui feliz. Me sinto com o dever cumprido. Claro que estou triste e desapontado com a derrota, mas lutei como homem.

Round13: Você enfrentou um pugilista muito mais experiente, bicampeão olímpico e tricampeão mundial como amador e que é considerado o grande nome do boxe em seu país. Além disso, ele tinha participado no ano passado de um reality show chinês de elevado audiência, o que aumento ainda mais a popularidade dele na China. Como foi a repercussão da luta e a reação das pessoas no geral?

Natan Coutinho: O pessoal daqui gostou muito. Me aplaudiram, tiram fotos comigo, fui bem recebido na coletiva de imprensa. Mas ele foi superior, usou a experiência e me venceu. O Zou conectou bem a mão e soube terminar. Não quero entrar na discussão de se era para o árbitro ter parado a luta ou não, porque vai parecer que estou arrumando desculpas. Acredito que todos viram que sou um lutador de verdade e não preciso de desculpas. Tanto o Bob Arum, quanto o Shiming, os jornalistas e os torcedores que estavam no evento, todos me elogiaram muito.

Round13: Quais os próximos passos da sua carreira?

Natan Coutinho: Agora vou esperar e ver o que a minha equipe e o pessoal da Don King Promotions têm para mim. Eu sei que preciso melhorar e ganhar mais experiência. Voltarei em breve. Agora é treinar e esperar uma próxima oportunidade.

Round13: Agradecemos novamente pela conversa. Para encerrar, gostaria de enviar algum recado para os fãs? Considerações finais?

Natan Coutinho: Sei que muita gente vai acabar comigo agora, dizendo que só faço graça, mas esse é meu jeito. Fui eu mesmo na luta e tenho fé em Deus que ele tem grandes coisas para mim. Quero agradecer a Deus, à minha equipe, à Don King Promotions, minha família, amigos e fãs. Estou desapontado com o resultado, mas fui muito feliz dentro daquele ringue, muito mais feliz do que em todas as vitórias que já tive. Acho que fiz um bom trabalho, mas infelizmente não foi o suficiente. O Shiming foi melhor, e queria agradecê-lo também, pois me respeitou o tempo todo e mereceu ser o campeão. Muito obrigado e fiquem com Deus.

Comentários