Notícias

Publicado em 10 de Fevereiro de 2016 às 17h:00

Ward retorna aos ringues contra Barrera em março

AutorLuigi F.

Imagem: Divulgação

Nove meses após última luta, Ward enfrentará cubano invicto no retorno. Estaria o americano a apenas uma vitória de um super-duelo contra Sergey Kovalev?
 

O retorno de Andre Ward (28-0, 15 KOs) aos ringues já tem data, local e adversário definidos. O último homem americano a conquistar uma medalha de ouro olímpica no boxe para seu país, em Atenas-2004, irá duelar contra o invicto cubano Sullivan Barrera (17-0, 12 KOs), no dia 26 de março, na Oracle Arena, em Oakland, EUA, justamente a casa de Ward.

Ward é um dos melhores boxeadores de todos os pesos em atividade atualmente, o que só não é mais reconhecido por sua inconstante presença sobre o quadrilátero de cordas. Campeão do “Super six”, torneio realizado pelo canal Showtime entre seis dos melhores super-médios do mundo, Ward tem no currículo vitórias sobre Mikkel Kessler, Allan Green, Sakio Bika, Arthur Abraham, Carl Froch e Chad Dawson, obtidas na sequência entre 2009 e 2012. Após bater Dawson numa excelente exibição, Ward ficou 13 meses inativo, retornando em novembro de 2013 contra Edwin Rodriguez. Após vencer Rodriguez, Ward ficou 1 ano e 7 meses sem lutar, retornando apenas em junho do ano passado para uma vitória sem dificuldades sobre o ex-participante da terceira temporada do The Contender, Paul Smith.

É verdade que o “Soldier of God” (ou, “Soldado de Deus”, em tradução livre), apelido do norte-americano, em muitas vezes não foi o verdadeiro culpado pelos longos hiatos entre uma exibição e outra. Problemas contratuais extra-ringue, lesões, e até mesmo as gravações do filme Creed, onde interpretou o personagem Danny “Stuntman” Wheeler, ajudam a explicar o fato de Ward subir menos vezes ao ringue nos últimos anos do que os fãs gostariam. A parte boa é que ele ainda tem apenas 31 anos, ou seja, uma longa estrada pela frente para recuperar o “tempo perdido”.

Já Barrera, aos 33 anos, entra como azarão no duelo. É verdade que o cubano vem enfrentando adversários de nível crescente nos últimos anos, assim como pede uma carreira bem gerenciada. Entretanto, saltar o patamar de dificuldade do corner oposto de lutadores como o decadente Jeff Lacy e Karo Murat, ambos batidos por Barrera no ano passado, para alguém como Andre Ward, parece um pouco precipitado. O cubano certamente não é bobo, mas terá pela frente uma missão dificílima daqui 1 mês e meio.

Se conseguir confirmar seu favoritismo, Ward deixará todo o terreno pronto para as negociações de uma super-luta contra o invicto russo Sergey Kovalev (29-0-1, 26 KOs), atual campeão indiscutível dos meio-pesados. Detentor dos boldriés da AMB, FIB e OMB, Kovalev teria contra Ward uma opção de fazer um espetáculo até mais interessante do que contra Adonis Stevenson, o campeão do CMB que protagonizou um teatro em cima do ringue após a vitória do russo sobre Jean Pascal há duas semanas. Especula-se que, caso Ward vença Barrera e Kovalev vença seu próximo opontente, que ainda não foi definido, ambos se enfrentem no dia 19 de novembro deste ano.

Até o momento, não foram divulgadas quais lutas preliminares devem fazer parte da programação do dia 26 de março. Também não há transmissão confirmada para o Brasil por enquanto.

Comentários