Notícias

Publicado em 17 de Fevereiro de 2016 às 21h:30

Cleiton Conceição vai aos EUA enfrentar Bivol

Foto do autor

Autor Luigi F.

Imagem: Cleiton Conceição (esq) - Arquivo pessoal / Dmitry Bivol (dir) - Damin James / Reprodução/Instagram

Em programação a ser realizada amanhã no The Hangar, na cidade californiana de Costa Mesa, EUA, o experiente brasileiro Cleiton Conceição (22-8-2, 18 KOs) terá pela frente o invicto prospecto russo Dmitry Bivol (5-0, 5 KOs). O combate ocorrerá no limite de peso dos meio-pesados, e tem duração máxima prevista de 10 assaltos.

Aos 36 anos, o brasileiro, que participou das Olimpíadas de Sidney em 2000 representando o Brasil, fará sua segunda exibição consecutiva na terra do tio Sam. Em novembro do ano passado, Cleiton foi derrotado pelo ucraniano Oleksandr Gvozdyk por nocaute técnico no terceiro giro. Vale lembrar que Conceição, entre os anos de 2005 a 2007, fez carreira praticamente no exterior, tendo lutado nos EUA e no México, obtendo 6 vitórias, 2 empates e 3 derrotas nos combates realizados fora do Brasil durante esse período. Nos últimos anos, o brasileiro lutou quatro vezes fora, mas não conseguiu sair com a vitória. Para a preparação da luta contra Bivol, Cleiton treinou juntamente com o cruzador brasileiro Hamilton Ventura, o “Geladeira”.

Já Bivol vem de vitória sobre o brasileiro Jackson “Demolidor” Junior, em novembro do ano passado, por nocaute técnico no quarto giro. Nascido no Quirguistão, Bivol é radicado na Rússia. Aos 25 anos, ele é apontado como uma grande promessa do boxe internacional, tendo sido inclusive citado pelo site BoxingScene como um dos grandes prospectos do boxe mundial no ano de 2015. Com um bom retrospecto como amador, onde conquistou medalhas nos mundiais nas categorias cadete e juvenil, Bivol se profissionalizou no final de 2014.

“Minha preparação foi boa, o Hamilton Ventura me ajudou nos treinos e evoluímos bastante. Ele viajou comigo na segunda-feira aqui para os EUA. Sei que meu adversário tem 5 vitórias por nocaute em suas 5 lutas realizadas e que sua última luta foi contra um dos melhores brasileiros da atualidade na minha opinião, que é o Jackson Junior”, comentou Cleiton Conceição em conversa com o Round13.

“Infelizmente não consegui falar com o Jackson. Assisti ao vídeo dessa luta e realmente o Bivol é um grande boxeador, com muitas qualidades dos grandes campeões. Mas espero conseguir colocar em prática tudo o que treinamos. Gostaria de agradecer pelo espaço e parabenizar o Round13 pelo belo trabalho com nosso esporte”, finalizou o brasileiro.

Na mesma programação, o pesado russo Sergey Kuzmin (5-0, 3 KOs) encarará o estadunidense Rodney Hernandez (9-3-1, 2 KOs), em luta também prevista para 10 rounds. Kuzmin tem no curto currículo como profissional vitórias sobre os brasileiros Marcelo Nascimento e Irineu Beato Junior, ambas obtidas no ano passado.

Não haverá transmissão deste evento para a TV brasileira.

Comentários