Notícias

Publicado em 03 de Março de 2016 às 08h:00

Willian Silva comenta luta contra Verdejo!

AutorLuigi F.

Imagem: Transmissão/HBO

No dia 27 de fevereiro, o peso-leve brasileiro Willian “Baby Face” Silva (23-1, 14 KOs) subiu ao ringue do tradicional Madison Square Garden, na cidade de Nova York, nos EUA, para a exibição mais importante da sua carreira. Contra o promissor porto-riquenho Felix Verdejo (20-0, 14 KOs), Willian fez uma boa luta, ao contrário do que apontaram as papeletas dos juízes.

Apesar do Round13 ter visto Verdejo ganhando por 96-94, os scores oficiais apontaram uma exagerada vantagem ao pugilista de Porto Rico, que obteve duplo 100-90 e um 99-91 a seu favor, ou seja, dos 3 juízes, apenas 1 deles viu um único round a favor do boxeador brasileiro. Uma visão certamente diferente do que de fato foi a luta, onde, em nossa visão, o paulista adotou estratégia eficiente para neutralizar o estilo do oponente em alguns momentos, conseguindo bloquear em sua guarda muitos dos golpes atirados pelo “Diamante”, além de obter rounds a seu favor no último terço do duelo.

No dia de ontem, quatro dias após o combate, Willian resolveu falar. Com exclusividade ao Round13, o brasileiro comentou sobre a experiência de participar de um grande evento, e também sobre a decepção com as papeletas exageradas a favor de Verdejo.

“Na minha opinião foi uma luta muito parelha, muito técnica e também muito difícil para ambos os lutadores. Foi muito difícil entrarmos no raio de ação um do outro, pois tinha muita movimentação de perna. Eram dois lutadores com característica de contra golpear, por isso nem o Verdejo, nem eu, buscamos muito a luta. Nosso estilo nesse sentido é parecido. Por isso foi uma luta com muitas fintas”, resumiu Willian.

Em sua opinião, as papeletas não refletiram o que foi a luta de verdade. “Na minha opinião eu não perdi aquela luta não, pois fui mais eficiente do que ele, toquei mais nele e quando ele atacava, não conseguia chegar em mim. Ele errou muito mais golpes do que eu. Quando ele acertava, os golpes ficavam na minha guarda. Os golpes mais limpos e contundentes foram meus. Sei que foi uma luta muito parelha, mas pelas papeletas que vi aqueles jurados lá dando, pra ganhar dele ali só matando. Alguém dar 100-90 numa luta daquela tem que ser louco, não existe isso aí. Eu e minha equipe vimos a gente ganhando a luta, e não foi só a gente não, outras pessoas também viram”, comentou o brasileiro.

Apesar da decepção com o resultado, Willian sabe que sua exibição poderá repercutir em frutos futuros. Mesmo com tudo, ele considera que a experiência valeu a pena. “Foi positivo, todo mundo sabe que não foi aquele resultado. O pessoal da Top Rank viu a luta como um todo, não só o Verdejo. Tem muita gente falando que ele lutou mal, e não estão vendo que não foi ele que lutou mal e sim eu que lutei bem. Estavam esperando ele me matar, e eu acabei com o jogo tático dele. Frustramos a estratégia do Verdejo”, finalizou o Baby Face.

Willian Silva, um dos melhores pugilistas brasileiros em atividade na atualidade, deve retornar aos ringues em maio, no exterior. O adversário ainda não está definido. Fica a nossa torcida e expectativa para que seu bom trabalho seja reconhecido, e que ele retome o caminho das vitórias já em sua próxima aparição. 

Comentários