Notícias

Publicado em 17 de Março de 2016 às 22h:45

Brasileiros perdem nas semifinais do Pré-Olímpico; Juan Nogueira ainda possui chance de classificação direta!

Foto do autor

Autor Luigi F.

Juan Nogueira (Imagem: Arquivo pessoal), Graziele Jesus (Imagem: Arquivo pessoal) e Andreia Bandeira (Imagem: William Barbosa/ Prefeitura de São Paulo)

Infelizmente, os três brasileiros que subiram ao ringue do Ferial La Rural de Palermo, em Buenos Aires, na Argentina, acabaram derrotados em suas lutas válidas pelas semifinais do Pré-Olímpico das Américas. Entretanto, o pesado Juan Nogueira ainda segue com chances de classificação em combate que ocorrerá amanhã.

Juan Nogueira (91 kg) foi superado pelo cubano Erislandy Savon, por 3 a 0. Savon segue na competição, e enfrentará o argentino Yamil Alberto Peralta na final. No caso da categoria dos pesados, o Pré-Olímpico dará direito a 3 vagas. Dessa forma, Juan segue vivo na tentativa de buscar a classificação para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Ele irá enfrentar o estadunidense Cam Awesome, em duelo que ocorrerá no dia de amanhã, valendo a terceira vaga olímpica.

“Foi uma luta dura, meu adversário estava muito bem preparado. Agora vou enfrentar o atleta dos EUA, que nunca enfrentei, pois ele era da categoria de cima e desceu apenas este ano. Estou bem preparado e confiante. Vou trazer essa conquista”, declarou Juan com exclusividade ao Round13.

Enquanto isso, Graziele Jesus (51 kg) foi derrotada pela canadense Mandy Bujold, por 3 a 0. Bujold enfrentará, na final, a colombiana Ingrit Victoria, que venceu a outra semifinal contra a estadunidense Virginia Fuchs. No sábado, Graziele enfrentará Fuchs, em disputa pela terceira colocação.

“Foi uma luta boa, mas não foi dessa vez. Fui bem nos dois primeiros rounds, achamos que tínhamos levado, mas deram para ela (Bujold). No terceiro e no quarto tive que ir pro tudo ou nada, e ela ficou batendo e saindo. A luta para conquistar a vaga não acabou. Vamos seguir firme e forte com o trabalho e vencer. Deixo meus agradecimentos para todos que torcem por mim, pois a batalha não acaba aqui, ela continua”, disse Graziele, também em conversa com a nossa equipe.

Já Andreia Bandeira (75 kg) também fez um duelo duro, mas acabou suplantada pela canadense Ariane Fortin-Brochu, por 2 a 1. Brochu enfrentará na final a favorita na divisão, a estadunidense Claresa Shields, que derrotou, na outra semifinal, a dominicana Yenebier Benitez. Andreia e Benitez se enfrentam no sábado pela disputa da terceira posição.

“Eu estava tranquila e bem focada. Tô feliz pois executei o trabalho que foi planejado para a luta. Agora é focar para a disputa contra a dominicana. Só tenho que agradecer à toda torcida e apoio que recebi. A batalha não acabou ainda! Sigo focada e com toda a força. Muito obrigada pelo espaço”, declarou Andreia, com exclusividade ao Round13.

Vale lembrar que, no caso das mulheres, a conquista da 3ª colocação não garante de imediato uma vaga nos Jogos do Rio. Todavia, caso uma das boxeadoras que conquistaram a vaga no pré-olímpico (ou seja, a campeã ou a vice de cada categoria feminina) também obtenham a classificação para as Olimpíadas no Mundial de Boxe Feminino, que ocorre no próximo mês de maio em Astana, no Cazaquistão, automaticamente a 3ª colocada do Pré-Olímpico estará classificada.

O Brasil já possui 7 atletas garantidos para a disputa das Olimpíadas do Rio de Janeiro, que ocorrem em agosto deste ano: Adriana Araujo, Patrick Lourenço, Julião Neto, Robenílson de Jesus, Robson Conceição, Joedison Teixeira e Michel Borges. Nenhum deles está participando da competição em Buenos Aires.

Comentários