Notícias

Publicado em 10 de Abril de 2016 às 21h:50

Arias enfrenta Jun Long na China amanhã!

AutorLuigi F.

George Arias (esq) encanra Zhang Jun Long (dir). Imagem: arquivo pessoal

Amanhã, o pesado brasileiro George Arias (56-15, 42 KOs) encara o chinês Zhang Jun Long (12-0, 12 KOs), em embate que marcará a luta de fundo do evento que ocorrerá na cidade de Jinghong, localizada na prefeitura autônoma de Xishuangbanna, na China. A luta está prevista para 12 rounds e será válida pelo cinturão regional da Oceania pela AMB, que hoje está vago.

Esta será a primeira exibição de Arias no ano de 2016. Aos 41 anos de idade, o boxeador, que é campeão brasileiro desde 1998, tentará reverter a série de três derrotas consecutivas. Em suas últimas três aparições, George enfrentou duros oponentes, e acabou derrotado por pontos contra Hughie Fury, Kubrat Pulev e Carlos Takam.


Foto da arena onde ocorrerá a luta entre Jun Long e Arias, em Jinghong, China. Imagem: arquivo pessoal.

Contra Jun Long, o paulista tentará voltar a vencer no exterior. A última vitória de Arias fora do Brasil ocorreu em março de 2011, quando nocauteou o argentino Lisandro Diaz na casa do rival, conquistando o título sul-americano da categoria máxima. Desde então, George acabou derrotado quatro vezes fora do país (além das três citadas acima, ele perdeu para Denis Boytsov na Alemanha, em 2014) e venceu 7 vezes em solo nacional, todas pela via rápida.

Enquanto isso, Jun Long, apesar de não ser tão conhecido pelos fãs brasileiros, é considerado o melhor boxeador chinês da atualidade. Com 30 anos de idade, Long vem de vitória sobre o argentino Juan Pedro Guglielmetti, e terá em George Arias o seu maior desafio na carreira profissional até o momento. Vale ressaltar que o chinês, que tem em sua equipe o lendário Evander Holyfield, é cerca de 10 cm mais alto que o brasileiro, além de mais pesado. Na pesagem oficial, que foi realizada no dia de hoje, George pesou 101,8 kg, contra 127,8 kg de Jun Long.


Evander Holyfield e George Arias. Norte-americano faz parte da equipe de Jun Long. Imagem: arquivo pessoal.

O evento terá início às 18h (horário local; 7h no horário de Brasília) desta segunda-feira, e a luta entre Long e Arias deve ocorrer por volta de 21h (horário local; 10h no horário de Brasília).

Durante a semana, estivemos em contato com Arias. Grande referência do boxe brasileiro na categoria dos pesados, George chegou à China no último final de semana, para ter tempo de se habituar com o fuso horário. Confiram, abaixo, os principais pontos conversados:

Round13: George, como foi sua fase final de treinamento?

George Arias: Meus treinamentos foram bons e intensos. Senti a costela, mas agora estou bem. Fiz muito trabalho de manoplas nesta reta final e encerrei meus treinos na última quinta-feira (7 de abril).

Round13: Como foi a viagem e como vem sendo a estrutura que você encontrou na China?

George Arias: A viagem foi bem cansativa. Após chegar a Pequim, ainda tive que pegar mais dois voos para chegar até a cidade da luta, o que demorou mais 15 horas. Ao todo, foram 35 horas desde que saí do Brasil. Agora, a estrutura que encontrei aqui é formidável, tudo de primeira e muito organizado. Estou bem acomodado.


Cartazes da luta espalhados pela cidade de Jinghong não mostram a foto do brasileiro. Imagem: arquivo pessoal.

Round13: O que você espera para a luta? Poderia comentar um pouco da sua estratégia?

George Arias: Nas minhas últimas lutas eu pressionei bem meus adversários, mas tive muito pouco volume de golpes. A expectativa agora é ser bem mais agressivo e buscar um nocaute logo no começo. Como a estrutura é feita para o chinês, não posso dar chance de ser prejudicado pelo árbitro, ou então pelos juízes e médicos.

Round13: Considerações finais? Algum recado para os fãs?

George Arias: Quero dizer obrigado a todos que estão na torcida. Isso não tem preço para o atleta. Abraço a todos!

Round13: Boa sorte, George. Estamos na torcida por sua vitória!

George Arias: Obrigado. Tudo de bom para vocês.

Comentários