Notícias

Publicado em 16 de Julho de 2016 às 19h:21

Rigondeaux quebra mandíbula de Dickens e vence por TKO

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Cubano teve pouco trabalho para vencer o britânico e defender seu cinturão dos super-galos pela AMB. Na principal preliminar, Terry Flanagan reteve o título mundial dos leves pela OMB. (Imagem: Naoki Fukuda/RingTV)

O cubano Guillermo Rigondeaux (17-0, 11 ko's) não precisou de muito tempo para manter sua cinta de supercampeão dos super-galos pela AMB, no início desta noite, em Cardiff, no País de Gales. Ele viu seu oponente, o britânico Jazza Dickens (22-2, 7 ko's), não retornar para o terceiro giro após ter tido seu maxilar fraturado durante o segundo round.

Após os primeiros 3 minutos de pouca ação e mais estudo, o monarca da Associação voltou com vontade e aplicou um espetacular overhand de esquerda que quebrou a mandíbula de Dickens. Parecendo perceber a gravidade da situação, ambos os atletas mal atuaram até o soar do gongo, quando a equipe do desafiante decidiu que o mais responsável á fazer seria desistir e encerrar as ações.

Com isso, Guillermo vence mais uma vez impressionando, porém diante de um adversário mediano. Aos 35 anos, se quiser bolsas mais robustas, precisa buscar desafios maiores. Segundo seu staff, em 17 de Setembro ele estará de volta ao Reino Unido para mais uma apresentação, o que já é excelente visto que nos últimos 20 meses, atuou duas vezes.

Na principal preliminar, Terry Flanagan (31-0, 12 ko's) manteve o título mundial dos leves pela OMB ao bater o veterano ex-campeão Mzonke Fana (38-10, 16 ko's) por decisão unânime após 12 assaltos. O domínio de Flanagan foi tanto que todos os três jurados viram a pontuação em 120-108 a seu favor. Com isso o britânico defende pela terceira vez seu cetro mundialista conquistado há dois anos, e agora mira em direção a uma contenda unificatória diante de seu compatriota, Anthony Crolla, detentor da coroa da AMB, se este passar por Jorge Liñares, daqui dois meses.

Em outra semifinal que, não se sabe porque, encerrou a noitada, Liam Williams (15-0-1, 10 ko's) não se importou em fazer luta feia para defender seus títulos regionais britânicos dos médios-ligeiros diante de Gary Corcoran (15-1, 6 ko's). Dominante, Williams conseguiu encerrar o combate no décimo primeiro round e segue sendo o titular desta divisão de peso na Grã-Bretanha.

O canal Esporte Interativo além de seus retransmissores EI MAXX e EI MAXX2 exibiram a programação ao vivo. O problema é que, devido a alguma falha de comunicação ou planejamento, seja da organização do evento, ou do canal, os assinantes do EI MAXX (que são, por exemplo, os do pacote básico da NET), ficaram “na mão” e só viram o confronto entre Williams e Corcoran, tendo de se contentar com um replay do golpe de Rigondeaux que decidiu o main event. Independente de quem foi a falha, os fãs e assinantes mereciam mais respeito, ou, ao menos, uma explicação.

Comentários