Notícias

Publicado em 20 de Julho de 2016 às 22h:09

Com transmissão para o Brasil, eliminatória pelo título da FIB dos médios ocorre amanhã

Foto do autor

Autor Luigi F.

Sergiy Derevyanchenko (esq.) e Sam Soliman (dir.) duelam por eliminatória ao cinturão que hoje pertence a GGG. A melhor parte? Com transmissão ao vivo para o Brasil pela ESPN+, a partir das 22h desta quinta-feira. Imagem: Ed Diller / DiBella Entertainment

Em programação que acontecerá no tradicional Foxwoods Resort, em Mashantucket, nos EUA, o ucraniano Sergiy “The Technician” Derevyanchenko (8-0, 6 KOs) enfrenta o australiano Sam Soliman (44-13, 18 KOs), em combate eliminatório pelo cinturão dos médios da FIB, que atualmente é detido por Gennady “GGG” Golovkin. Prevista para 12 rounds, a luta promete um confronto interessante entre uma das apostas do promotor Al Haymon e o experiente boxeador da Oceania.

Nascido na conflituosa região da Crimeia, Derevyanchenko foi um talentoso pugilista amador, tendo conquistado uma medalha de bronze no Mundial de 2007 e tendo um cartel de 390-20 no amadorismo. Em 2010, ele estreou na World Series of Boxing, a liga profissional da AIBA, onde se destacou. Com um cartel de 23-1, sendo 7 vitórias por nocaute, o ucraniano acumulou uma importante experiência antes de passar a disputar no profissionalismo não-ligado à AIBA. Sua única derrota ocorreu na temporada 2012/2013, quando perdeu por pontos para o argentino Brian Carlos Castano.

Isso posto, dizer que o confronto de amanhã à noite será um teste para um boxeador inexperiente com certeza não é uma leitura correta dos fatos. Apesar de maior parte da imprensa acabar não considerando o cartel da WSB – que é uma liga profissional-, é importante destacar que, se somássemos as lutas dos tempos de AIBA, o cartel do ucraniano seria de 31-1, com 13 vitórias pela via rápida.

Lutando profissionalmente apartado da AIBA desde julho de 2014, Derevyanchenko vem de vitória sobre Mike Guy em março deste ano. Aos 30 anos de idade, o combate de amanhã à noite será o mais importante de sua carreira pós-WSB até o momento.

Já Sam Soliman, 42 anos, é um rodado boxeador australiano. Conhecido por sua participação na terceira temporada do reality show The Contender, onde terminou na terceira colocação, Soliman costuma apresentar bom condicionamento físico e golpes disparados sobre diferentes angulações como principais armas. Rival declarado de Anthony Mundine, contra quem já boxeou três vezes (perdendo todas), o carismático pugilista conseguiu, em 2014, sagrar-se campeão mundial dos médios pela FIB pela primeira vez, já aos 40 anos de idade. Foi seu primeiro e único cetro do mundo por uma das grandes entidades. Logo na primeira defesa, entretanto, acabou derrotado por Jermain Taylor (que posteriormente perderia o cinturão sem lutar; o mesmo seria conquistado por David Lemieux, e, em outubro do ano passado, unificado por GGG).

Em junho do ano passado, Soliman subiu pela última vez ao quadrilátero de cordas, perdendo por decisão dividida para Dominic Wade, que acabou sendo atropelado por Golovkin em abril deste ano.

Valendo a posição de #2 do ranking dos médios da FIB, o confronto entre Derevyanchenko (atual 4º colocado) e Soliman (atual 8º colocado) será transmitido ao vivo para o Brasil pela ESPN + nesta quinta-feira, a partir das 22h.

Comentários