Notícias

Publicado em 21 de Julho de 2016 às 23h:15

Derevyanchenko nocauteia Soliman em boa exibição

AutorLuigi F.

Imagem: Rosie Cohe / Showtime

Em embate encerrado há alguns instantes, o ucraniano Sergiy “The Technician” Derevyanchenko (9-0, 7 KOs ou 32, 1, 14 KOs, se contarmos seu cartel da World Series of Boxing) demonstrou ampla superioridade e despachou o experiente australiano Sam Soliman (44-14, 18 KOs) no segundo assalto. A disputa, que ocorreu no Foxwoods Resort, em Mashantucket, nos EUA, foi válida como eliminatória pelo cinturão dos médios da FIB, cujo dono atual é Gennady “GGG” Golovkin.

O duelo começou estudado, com Soliman mostrando seu estilo heterodoxo e soltando golpes de diferentes ângulos. Já o duro boxeador ucraniano manteve-se mais centrado, e conseguiu em pouco tempo mostrar sua força. Faltando cerca de 30 segundos para o final do primeiro giro, fez o australiano sentir, e culminou o momento impondo o primeiro knockdown da noite.

O segundo round seguiu a mesma toada. Depois de derrubar Soliman com um belo contragolpe, Derevyanchenko partiu para a definição, e encaixou um duro golpe de esquerda que colocou fim ao combate, aos 2 minutos e 41 segundos (você pode assistir ao lance final clicando aqui).

Com a vitória, o atleta europeu de 30 anos se credencia como próximo desafiante ao cinturão dos médios pela FIB. Sergiy, que teve cartel de 390-20 no amadorismo e uma premiada e vitoriosa empreitada na WSB, liga profissional da AIBA, vem empolgando os fãs de boxe desde que passou a lutar fora da chancela da entidade.

O confronto contra GGG, entretanto, talvez não saia tão rápido assim. O cazaque possui luta agendada para o dia 10 de setembro contra Kell Brook, onde defenderá seus boldriés do CMB e da FIB. Além disso, a AMB vem tentando forçar a disputa entre Golovkin, atual supercampeão do organismo, e Daniel Jacobs, atual campeão regular. Isso, obviamente, sem contar toda a pressão e expectativa mundial para o aguardado enfrentamento entre GGG e Saul “Canelo” Alvarez.

Já Sam Soliman, que vinha sem lutar desde junho do ano passado, conheceu apenas a segunda derrota pela via rápida de sua longa carreira. Aos 42 anos, o ex-campeão mundial dos méidos pela FIB deve cair alguns degraus, e, após sofrer a terceira derrota consecutiva, talvez passe a cogitar uma aposentadoria dos ringues.

O evento foi transmitido ao vivo pela ESPN+, com narração de Cledi Oliveira e comentários de Eduardo Ohata.

Comentários