Notícias

Publicado em 21 de Agosto de 2016 às 11h:32

Fabiano Pena perde para Jose Uzcategui

AutorLuigi F.

Imagem: Divulgação / Facebook

Em combate realizado no dia de ontem, o brasileiro Fabiano “Pit Bull” Pena (18-6-1, 14 KOs) foi derrotado pelo venezuelano Jose “Bolivita” Uzcategui (26-1, 22 KOs) por nocaute técnico no segundo assalto. A disputa aconteceu na vinícola L. A. Cetto, localizada em Valle de Guadalupe, no México.

Uzcategui conseguiu derrubar o brasileiro com um cruzado de direita no segundo assalto. Após Pena levantar-se, o venezuelano partiu para a definição, conectando sequência de golpes e derrubando novamente Fabiano, o que fez o árbitro interrompeu o confronto.

“Me senti bem no primeiro round, mas ele me pegou com um cruzado no segundo e eu acabei caindo. Me levantei, mas depois ele me acertou de novo. Eu cheguei a levantar, mas o árbitro parou a luta por eu não ter condições de continuar. Fiquei muito triste, pois eu treinei muito duro e fiz tudo que podia fazer para me preparar, e mesmo assim a luta terminou dessa forma. Eu sei que ele é o primeiro colocado do ranking (da FIB), mas eu esperava mais de mim. Queria muito ter conquistado essa vitória para mim e para o Brasil”, declarou Fabiano em conversa com o Round13.

“Agora vou tirar alguns dias para descansar com minha família, aproveitá-los, e depois retorno para Tuxtila Gutierrez para treinar e lutar em outubro. Agradeço a vocês pelo apoio. O boxe brasileiro ultimamente não tem conseguido bons resultados contra adversários bons e ranqueados, mas com fé em Deus e muito treino vamos mudar isso. A derrota não é fácil mas sempre podemos mudar o futuro”, finalizou Fabiano.

Esta foi a segunda derrota do boxeador brasileiro em 2016, visto que em abril ele havia sido derrotado pelo meio-pesado Joe Smith Jr. Fabiano também soma, de acordo com a mídia internacional, quatro vitórias obtidas no México. Já Uzcategui segue como primeiro colocado do ranking dos super-médios pela FIB, e poderá, em breve, se tornar o desafiante ao cinturão do britânico James DeGale.

Comentários