Notícias

Publicado em 21 de Setembro de 2016 às 18h:16

Patrick Nascimento viaja aos EUA para negociar luta de brasileiro por título mundial!

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Matchmaker da IBG se encaminha para Las Vegas nesta quarta visando acertar a primeira disputa de um lutador do Brasil por título mundial de uma das quatro grandes entidades sancionadoras do esporte nos últimos 5 anos e conversou com nossa equipe antes da partida. (Imagem: Arquivo pessoal)

Desde Julho de 2011, quando Mike Miranda teve oportunidade de disputar o título interino dos médio-ligeiros pela OMB, que um brasileiro não sobe ao quadrilátero de cordas valendo um dos quatro grandes cetros mundialistas. Indo mais além, desde Maio de 2007, quando Carlos “Açougue” Nascimento foi derrotado por Sergy Dzinziruk, valendo a coroa principal da mesma categoria e entidade supracitadas, que um pugilista nacional não consegue uma oportunidade igual. Esses dois tabus podem ser quebrados em breve.

O matchmaker da IBG (International Boxing Group), Patrick Nascimento, se dirige hoje aos Estados Unidos, mais especificamente à Las Vegas, aonde negocia para que um dos atletas da companhia em que atua dispute um cinturão mundial. Mesmo sem poder revelar muitos detalhes, Nascimento, um proeminente jovem de somente 21 anos, conversou conosco sobre a oportunidade de, em tão tenra idade, ter a chance de conseguir o que muitos que estão há mais tempo no ramo ainda não conseguiram no Brasil. Confira:

Round13: Qual a sensação de, aos 21 anos apenas, estar negociando uma disputa de titulo mundial para o Brasil, que não ocorre há anos? Você esperava isso tão cedo na sua trajetória?

Patrick Nascimento: A sensação é realmente de muito orgulho, Eu não esperava ser tão cedo, mas eu sabia que já estava pronto para grandes negociações. Sou novo, mas já tenho muita estrada no boxe, se tudo se concretizar ficarei eternamente feliz. De fora muitos pensam que é fácil, mas só quem é Matchmaker de verdade sabe o quão duro é...

R13: Como você começou a negociar lutas e virou matchmaker?

Patrick: Eu sou Matchmaker desde os 16 Anos. Meu primeiro trabalho aconteceu quando Irineu Beato ganhou o título latino do Conselho Mundial de Boxe na Argentina contra o Matias Vidondo. Foi a primeira luta e comecei com o pé direito, e então eu dei continuidade no trabalho.

R13: Sobre a luta pelo mundial, sabemos que não podem ainda ser revelados detalhes, mas como surgiu essa negociação?

Patrick: Surgiu ha um mês atrás, se tudo se concretizar, vou dizer tudo (risos)

R13: Há a expectativa de mais brasileiros lutando por título sob a representação da IBG?

Patrick: Sim, porque não? (risos). Eu trabalho duro para conseguir as melhores lutas para os nossos atletas, Hoje, graças a Deus, tenho o respeito das melhores promotoras do mundo, e isso sempre serão portas abertas para grandes lutas para os nossos atletas, inclusive por títulos.

R13: Depois de conseguir êxito nessas negociações, qual seu próximo objetivo?

Patrick: O próximo objetivo será buscar mais um êxito, sobretudo em lutas de título do Mundo.

Bom, fã do boxe, logo poderemos ter novidades sobre este assunto. A referida contenda deve ocorrer no final deste ano, entre Novembro e Dezembro, mas não houve por parte da promotora a confirmação dos nomes emvolvidos. Vale lembrar que a IBG representa boxeadores como Patrick Teixeira, Adeilson “Del” dos Santos, Carlos “Falcão” Nascimento e Aldimar Silva Santos, entre outros, então fique ligado e faça suas apostas. A notícia será publicada assim que confirmado o acordo negociado por Patrick.

Comentários