Notícias

Publicado em 11 de Julho de 2017 às 21h:07

OMB dá vitória à Horn após revisão!

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Juízes chamados pela entidade viram a vitória de Jeff Horn diante de Manny Pacquiao. Pontuação de um deles mostrou-se idêntica à nossa. (Imagem: CBS News)

Não chegará nunca ao fim a polêmica em torno da decisão de 1º de Julho, quando os jurados em Brisbane viram a vitória de Jeff Horn por decisão unânime diante de Manny Pacquiao, então campeão dos meio-médios pela OMB, que acabou perdendo seu título. A entidade em questão, no entanto, em um esforço para esclarecer os fãs, acatando pedido de um órgão governamental das Filipinas, convocou cinco jurados para repontuarem o confronto.

As marcações apontadas pela junta da Organização Mundial de Boxe indicaram vitória de Jeff Horn, tal qual enxergada pelo trio formado por Waleska Roldan, Chris Flores e Ramon Cerdan, na fatídica manhã Australiana.Para chegarem a tal veredito, três dos especialistas teriam que coincidir em relação ao vencedor de cada assalto. Com isso, a pontuação oficial da OMB ficou em 115-113 para Horn. Isolando-se as marcações, três julgadores viram a vitória do australiano com 115-113 e 114-113 (duas vezes). Em outra Pacquiao vencera com 114-113, enquanto na terceira, foi apontado um empate 114-114, mesmo resultado visto pelo Round13 na noite do confronto. Isso tudo comprova o equilíbrio das ações e a precipitação de quem já parte para julgar qualquer imbróglio mais parelho como roubo.


Imagem demonstra como cada jurado viu o vencedor dos assaltos (Imagem: BoxingScene.com)

Conforme explicado em nossa live no Facebook no dia seguinte da contenda, apoiar-se apenas nos números da CompuBox pode ser enganoso em determinadas situações. Daniel Fucs, que comentou o evento para o SporTV, inclusive, é um dos especialistas que bate sempre nesta tecla do escalte, e nesta ocasião não foi diferente.

O julgamento pugilístico passa por certos critérios e subjetividades que devem ser sempre considerados. Em algumas ocasiões discordamos da decisão dos árbitros, como foi o caso, mas isso não quer dizer, necessariamente, que algo pode ser considerado um roubo.

Comentários