Notícias

Publicado em 13 de Julho de 2017 às 07h:24

De volta! Após 14 meses, Patrick Teixeira retorna dia 29

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Brasileiro, que estava há um ano e dois meses sem atuar, já tem data, local e adversário definidos para seu retorno aos ringues e, quem sabe, aos rankings mundiais. No mesmo dia, Aldimar Santos vai à Argentina disputar cinturão latino dos penas contra ex-desafiante mundialista. (Imagem: Montagem R13/ Fabrício Espíndola dos Santos / Ascom Sombrio)

Foi dura a derrota sofrida por Patrick Teixeira (26-1, 22 ko's) em meados de 2016. Atuando na então recém-inaugurada T-Mobile Arena, em Las Vegas, foi superado por Curtis Stevens logo no segundo assalto. Sob rumores de lesões nos ombros e braços, o lutador que teve um histórico anterior desses problemas, já está recuperado e pronto para tentar, mais uma vez, a corrida ao título mundial no próximo dia 29 deste mês. Vale lembrar que antes do fatídico 7 de Maio do ano passado, ele ocupava a 4ª colocação no ranking da FIB, a 5ª no da OMB e a 15ª no CMB, na divisão dos médios-ligeiros.

Teixeira terá pela frente Andrew Hernandez (19-5-1, 9 ko's), que estará atuando em casa, no Arizona, mais precisamente no Casino del Sol, em Tucson. O combate será preliminar do evento que contará com o enfrentamento entre o ex-desafiante mundialista Sadam Ali (24-1, 14 ko's) e Johan Perez (22-3-2, 15 ko's) na luta de fundo e que será transmitido pela ESPN nos Estados Unidos através do acordo que possuem com a Golden Boy Promotions, que promove o canhoto de Santa Catarina.

Falando na sua promotora, é bom que Patrick mostre serviço nos dez assaltos pactuados para o combate. Hernandez não é nenhum predador, mas vale a menção de que de suas cinco derrotas, as três últimas saíram das mãos de pugilistas invictos. Além disso ele detém atualmente o cetro norte-americano dos médios, versão NABA da Associação Mundial de Boxe, conquistado em Fevereiro. Ou seja, Andrew é um bom parâmetro para saber até onde um lutador tem potencial de chegar. Por isso a importância dos treinamentos que o boxeador de Sombrio vem fazendo há vários meses nos EUA.

Segundo o agente do pugilista tupiniquim, Patrick Nascimento, o confronto se dará no limite das 154 libras, a categoria preferencial de seu cliente, e aonde obteve suas elevadas posições nos tabelamentos internacionais. Resta-nos aguardar o anúncio oficial da transmissão da programação para o Brasil.

Aldimar luta por título latino na Argentina


Imagem: Patrick Nascimento Management

O valente Aldimar Silva Santos (19-11, 12 ko's) terá mais uma pedreira pela frente. Lutando na Argentina, dividirá o tablado com Adrian Rueda (27-1, 24 ko's). Vindo de três derrotas consecutivas para Evgeny Gradovich, Oleg Malynovskyi e Erick De Leon, sendo somente a última pela via rápida, Santos estará, mais uma vez, diante de um favorito. A última vitória do brasileiro aconteceu em Santos, litoral de São Paulo, há exatamente dois anos.

Para quem não se lembra do adversário de Aldimar, há cerca de um ano ele foi o contendor derrotado por Oscar Valdez em disputa válida pelo cetro OMB dos penas, que se encontrava vago. Na ocasião, Rueda perdeu a chance do título, e também sua invencibilidade, por nocaute técnico no segundo round.

Falando em cinturões, o imbróglio do dia 29 de Julho valerá o reinado latino dos 57,2 kg, também pela Organização Mundial de Boxe. Adrian possuía esta mesma cinta antes da derrota para Valdez.

Comentários