Pós-Luta

Publicado em 12 de Agosto de 2017 às 22h:42

Yamaguchi vence muito bem na Flórida.

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Bronze nos Jogos Olímpicos de Londres-2012, Falcão suplantou Taronze Washington e somou sua décima quarta vitória consecutiva como profissional. Ele deve retornar aos ringues já no mês que vem. Saiba todos os detalhes, logo abaixo. (Imagem; Juliana Zandonadi)

Yamaguchi Falcão (14-0, 7 ko's), estreando pela sua nova empresa de management, a Fire Fist Boxing Promotion, obteve boa vitória sobre o americano Taronze Washington (17-24, 9 ko's) na noite deste sábado, no A La Carte Event Pavilion, em Tampa, Flórida.

“Guchi” começou agressivo, dominando as ações. Taronze, no entanto, usou sua experiência para escapar de ser encurralado nas cordas durante o primeiro round, mostrando que não estava lá para entregar a luta de bandeja. A vontade no tablado, o brasileiro até simulou um “Ali Shuffle” e aplicou bons golpes no corpo no segundo giro.

Com menos volume no terceiro assalto e se movimentando mais, Falcão ainda assim esteve à frente, apesar de dar mais espaço à Washington. Na quarta passagem, o cansaço do americano ficou evidente, e Yamaguchi fez praticamente o que quis, inclusive acertando seu oposto quando este tentou provocá-lo abaixando deliberadamente sua guarda. No córner, antes do quinto intervalo, o estadunidense desistiu do combate.

Vitória do astro olímpico, que agora soma quatorze êxitos, sendo sete por nocaute. Mais importante do que os números é o fato de ter parado alguém que somente Andre Berto, Vanes Martirosyan e Alfredo Angulo haviam superado pela via rápida. É importante lembrar que Washington foi selecionado por ser um journeyman experimentado representando um balizador interessante. Vale novamente a menção de que possui derrotas somente nos pontos para Juan De la Rosa, Lanardo Tyner, Luis Ramon Campas, Glen Tapia, Brian Vera e Austin Trout.

Agora, Yamaguchi poderá fazer parte do especulado espetáculo de 30 de Setembro, aonde Patrick Teixeira e Everton Lopes devem também atuar. Nesse, que será promovido pela Golden Boy Promotions, sua promotora oficial, seu oponente deverá impôr maior dificuldade.

Na principal preliminar, Cesar Seda (28-3, 18 ko's) venceu Rogelio Casarez (13-6, 5 ko's) na categoria dos super-penas. Seda começou indo com tudo para cima de Casarez, estando próximo de conseguir um knockdown. No início do segundo giro, no entanto, teve um ponto descontado por golpes aplicados abaixo da linha de cintura, diminuindo o ritmo notoriamente. Apesar disso, era notória a diferença técnica entre os atletas era nítida, haja visto o jogo de esquivas aplicado por Cesar durante a quarta passagem. Ao soar final do gongo, os jurados viram vitória de Cesar Seda de forma unânime, com marcações em 77-74 e 79-72 (duas vezes).

O evento teve transmissão, ao vivo, para o Brasil, através do SporTV2.

Comentários