Artigos

Publicado em 11 de Fevereiro de 2017 às 13h:46

Com card quase completo, Boxing For You 2 deverá ser ainda melhor que o primeiro

Foto do autor

Autor Daniel Leal


Parece propaganda, mas não é! O evento que ocorre no dia 7 de Abril, em Sorocaba, deverá reunir uma quantidade absurda de lutas fora da curva no boxe brasileiro. Além da disputa do título brasileiro dos pesos-pesados entre Raphael Zumbano e Leandro Rufino, Paulo Soares terá pela frente Eduardo Reis, valendo cinturão dos super-penas pelo CNB no principal confronto da noite. O ex-UFC e pugilista invicto, Fabio Maldonado, encara Clayton Lyra, enquanto Juliano Ramos abrilhanta o evento ao dividir o ringue com Edelson Silva, que retorna após quase 6 anos parado. Como se não bastasse a programação conta com mais três lutas acertadas e ainda não está fechada, podendo dar espaço a pelo menos mais um excelente combate.
(Imagem: Montagem R13)

Para quem gostou da primeira edição do “Boxing For You”, pode se preparar. O evento e seus promotores estão trabalhando para mostrar algo ainda melhor dessa vez. Com data confirmada para 7 de Abril, no Golden Park Hotel, em Sorocaba, mesmo palco anteriormente utilizado, o espetáculo deve entregar ainda mais qualidade do que o anterior.

Se no mês passado foram os estreantes quem fizeram a maior parte da ação acontecer no tablado, desta vez lutadores consagrados do nosso pugilismo é quem esquentarão os ânimos. Além da já citada luta entre Raphael Zumbano e Leandro Rufino, que vale o título brasileiro dos pesados, Paulo Soares (5-0, 4 ko's) está confirmado na busca por seu primeiro cinturão nacional. Ele subirá aos super-penas aonde encontrou em Eduardo Reis (22-3, 18 ko's) um contendor disposto ao confronto, válido pelo boldrié do CNB.

Soares vs. Reis deve ser mais uma candidata à luta do ano, bem como o enfrentamento entre o primeiro e Daniel Araújo foi, há algumas semanas. Para quem não se recorda, Eduardo é o atleta que passou pela desagradável situação da toalha jogada na Alemanha, no fim de 2015, atuação pela qual até hoje não recebeu sua bolsa. Essa será a maior chance que teve até o momento, dentro do Brasil. Ele ocupa a 4ª posição em nosso ranking dos pesos-leves, enquanto Paulinho é o 5º nos penas.

Fabio Maldonado (24-0, 23 ko's) retorna ao boxe, sua berço, mais uma vez. O lutador de MMA fará sua 25ª apresentação diante de Clayton Lyra (6-4, 5 ko's), também no limite máximo da nobre arte. O “Caipira de Aço”, como é conhecido, se tivesse tido melhores oportunidades para focar-se no pugilismo, poderia ter voado mais longe. Terá pela frente um adversário que pode ser adjetivado de muitas formas, mas nunca como medroso. Será a terceira pedreira que Lyra, o “Monstro”, encara seguidamente. As outras duas estarão na disputa de título da divisão em questão, dentro da mesma programação. O imbróglio está pactuado para oito rounds.

Juliano Ramos (22-6, 17 ko's), que assim como Rufino, seu pupilo, e Maldonado, é sorocabano, também atuará dentro das quatro cordas e em no máximo oito giros. Aos 37 anos, o veterano encara o baiano Edelson Silva (12-0, 11 ko's), de 34, que estava parado há quase seis anos. Para quem não se recorda, Edelson foi atleta da “Boxe Brasil”, antiga empresa de promoção de Acelino “Popó” Freitas, e já deteve o boldrié brasileiro dos 57,2 kg.

Complementando o evento, Gleison “Mamute” e Wagner “Caldeirão” fazem suas estreias profissionais dentro dos pesos-pesados ao se enfrentarem, enquanto Marcos Lolata (1-0, ko's), que nocauteou José Conceição na primeira edição, encara Gabriel Macário, também debutante. Bruno César (1-0, 0 ko's), é outro que retorna após estrear com vitória em 21 de Janeiro. Ele terá pela frente Ademir Machado (2-0, 1 ko's).

Existe a forte probabilidade de mais uma luta de grande qualidade ser anunciada em breve. No momento, no entanto, a BTR não autorizou a divulgação da mesma. Assim que estiver tudo certo, informaremos.

Para quem não puder comparecer ao local, a BandSports confirmou a transmissão ao vivo. Também estão confirmadas mais quatro edições do Boxing For You ainda este ano. Parece que a cara do nosso boxe esta mudando (ainda bem).

Comentários