Artigos

Publicado em 09 de Março de 2017 às 18h:26

Com transmissão do SporTV 2, Douglas Ataíde tem muitas chances de surpreender favorito, amanhã, na Califórnia

Foto do autor

Autor Daniel Leal


O brasileiro não é a escolha óbvia de quem olhar somente os cartéis dos lutadores. Porém, quem conhece o boxe de Douglas e de Danny Valdívia, seu adversário, sabe que avaliar só os números pode representar um erro grave! Vale a sua torcida por um atleta nacional que, para variar, desta vez, tem boas chances de vitória.
(Imagem: BoxingSherpa.com/MontagemR13)

Ocorre amanhã, no Tachi Palace Hotel & Casino, em Lemoore, Califórnia, mais uma contenda de Danny Valdívia (13-0, 9 ko's), mexicano radicado nos EUA, diante de um brasileiro. Se da última vez ele fez a primeira defesa de seu cinturão Norte-americano “Junior” dos médios-ligeiros, versão Federação Norte-americana de Boxe (CMB), contra Gilberto “Yorubá” Pereira (12-5, 9 ko's), quando venceu de forma bastante apertada, agora terá pela frente Douglas “The Good Boy” Ataíde (16-2-1, 8 ko's).

Em Setembro, Valdívia não teve a melhor das noites diante de "Yorubá", ficando próximo de uma derrota. Gilberto, por sua vez, amargou a perda de sua invencibilidade exatamente para Ataíde, em 2012, na preliminar do confronto entre Acelino “Popó” Freitas e Michael Oliveira, em Punta del Este. A lógica diz que o boxeador tupiniquim tem, portanto, o suficiente para suplantar o pugilista da casa, extremamente popular em Lemoore.

Danny é promovido pela Top Rank, a maior promotora do boxe mundial atualmente. Diferente do que se possa pensar, isso é bom para nosso atleta: Vencer um adversário da empresa de Bob Arum, sem dúvida faz com que a mesma olhe-o com outros olhos! E é por isso que esta é uma luta imperdível para o fã brasileiro, que sonha com novos ares para o nosso pugilismo.

Douglas é muito técnico, esguio, e já tem certa cancha. Suas derrotas foram fora do Brasil, uma de forma amplamente roubada na Argentina – quando lançaram uma espécie de “bombinha de asma” no ringue para desclassificarem o brasileiro, que vinha vencendo surpreendentemente – e a outra quando acabou atuando de forma errada diante do superstar nipônico Ryota Murata, em Tóquio. Nessas duas ocasiões, faltou à Ataíde alguém para lhe representar de melhor forma, e ajudá-lo á fazer melhores escolhas, escoltando seus interesses. O importante agora é esquecer o que se foi e concentrar-se em Valdívia, um adversário que é completamente “batível”, com o perdão do neologismo.

Para nossa alegria, o SporTV 2 anunciou que levará ao ar o evento, a partir das 0:55 de sexta para sábado. A transmissão deve contar também com o confronto entre Andy Vences (17-0, 10 KO), e Angel Hernandez (13-7-1, 8 KO), que será disputado na categoria dos super-penas.

Comentários