Notícias

Publicado em 20 de Novembro de 2017 às 21h:59

Após um ano e nove meses, Willian Silva volta aos ringues

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Com novos managers, Silva pelejará na Flórida, 21 meses após derrota para Felix Verdejo, buscando retornar aos rankings mundiais. (Imagem: Top Rank/Montagem R13)

A espera foi longa, mas Willian “Baby Face” Silva (23-1, 14 ko's) finalmente está de volta. O paulistano poderá, enfim, se apresentar após um ano e nove meses da derrota por pontos para Felix Verdejo, em contenda válida, então, pelo cetro latino dos leves, versão OMB.

Desta vez, em seis rounds que serão disputados no Coliseum, em Saint Petersburg, Flórida, nesta terça-feira, dia 21 de Novembro, dentro do limite dos superleves, o “Baby Face” encarará o nicaraguense Ariel Vasquez (13-20-2, 9 ko's). Aos 30 anos, Vasquez está bastante ativo, mas foi derrotado em quatro de suas últimas cinco apresentações, no entanto, em só uma delas, sucumbiu pela via rápida. Ele não era o adversário original de Silva, mas foi escolhido após a desistência de um atleta de Gana que dividiria o tablado com o brasileiro.

Está será a primeira contenda de Willian sob os direcionamentos da Fire Fist Boxing, mesma empresa que atualmente cuida da carreira de Yamaguchi Falcão, que lutaria no mesmo evento, mas teve sua peleja cancelada.

A programação contará com o confronto entre o ex-campeão dos meio-médios e meio-médios-ligeiros, Devon Alexander (26-4, 14 ko's), dos EUA, e Walter Castillo (26-4-1, 19 ko's), da Nicarágua, como luta principal. Alexander tenta também voltar aos trilhos após dois anos de inatividade e duas derrotas consecutivas.

É uma ótima notícia para o boxe em nosso país ter o nome de Willian Silva novamente em um evento internacional. Se bem guiado, em breve retornará aos rankings mundiais e, quem sabe, brigará novamente para conseguir uma disputa pela coroa máxima.

Comentários