Notícias

Publicado em 26 de Setembro de 2017 às 18h:21

MayMac não deve quebrar o recorde de PPV

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Números preliminares apontam para 4,4 milhões de pacotes vendidos. Mayweather vs. Pacquiao, em 2015, vendeu 4,6 milhões. (Imagem: FoxSports Asia)

Ainda não saíram os números oficiais mais aguardados de Pay-Per-View no ano, nos EUA. Enquanto se espera a quantidade de pacotes vendidos para Canelo-GGG, na próxima semana a contabilização oficial do combate entre Floyd Mayweather Jr e Conor McGregor no último dia 26 de Agosto deve ser divulgada pelas TVs por assinatura.

Esperava-se que o evento tivesse passado os 4,6 milhões de compradores de Mayweather vs. Pacquiao em solo estadunidense, mas isso não deve acontecer, pelo menos é o que aponta Keith Idec, editor sênior do BoxignScene.com.

Vale lembrar que, em termos de bilheteria, o embate entre o astro do boxe com a estrela do MMA já não havia conseguido chegar aos US$ 72,2 milhões em receita captada pelo confronto de Maio de 2015, gerando “apenas” US$ 55,4 milhões.

Dana White, presidente do UFC, chegou a dar uma informação de 6,5 milhões em vendas de ppv, mas este exagero logo foi desmentido. Ainda se aguardam, também, os números oficiais das vendas internacionais, que podem aumentar o rendimento da programação.

Há de se notar que MayMac pode ter sido a luta mais assistida ilegalmente em toda a história. Segundo dados não-oficiais (até porque, não há como se mensurar nada nesse âmbito de forma oficial), o imbróglio foi visto em mais de 3 milhões de locais, através de streamings piratas da transmissão.

Comentários