Pós-Luta

Publicado em 02 de Abril de 2016 às 00h:31

Broner vence por nocaute!

Foto do autor

Autor Daniel Leal


Norte-americano venceu Ashley Teophane por nocaute técnico no 9º round. (Imagem: Mark J. Rebilas-USA TODAY Sports)

Adrien Broner (32-2, 24 Kos) conseguiu deixar seus problemas do lado de fora do tablado e bater Ashley Theophane (39-7-1, 11 KOs) no DC Armory, em Washington, na noite desta sexta-feira. Como não atingiu o peso limite de 140 libras da divisão dos super-leves, Broner perdeu sua cinta de campeão mundial da AMB. Dessa forma, o título encontrava-se em jogo apenas para o desafiante, que não conseguiu conquistar seu primeiro boldrié na carreira.

Broner dominou a maior parte das ações na primeira metade da luta, fazendo Teophane sentir seus punches algumas vezes e trabalhando muito bem os golpes no corpo. Ashley, no entanto, tinha seus lampejos ao acertar duros socos, um inclusive tendo claramente preocupado Adrien.

Perdendo, o pugilista britânico começou à ir mais para cima na metade derradeira do confronto, já que era o único postulante ao cinturão em cima do ringue. A consequência desse ato foi uma exposição exagerada que o levou a receber um upper de esquerda sensacional no nono round, seguido de uma sequência do ex-campeão ao perceber que o inglês sentira. Quando esgueirou-se nas cordas visando escapar de Broner, Teophane acabou acertado por um soco abaixo da linha de cintura, que não pareceu ter sido visto pelo árbitro. Enquanto o contendor tentou, mesmo com as pernas bambas, avisar o terceiro homem no quadrilátero que estava bem, o mesmo resolveu interromper as ações e preservá-lo. Fica a dúvida se não houve precipitação do juiz, mas dificilmente Ashley aguentaria a fúria de Adrien até o soar do gongo e o golpe baixo dificilmente influenciou, ou potencializou, este fato.

Após a vitória, “The Problem” quis pular as cordas, mas foi contido. Ao ser entrevistado, disse com todas as letras que não gostou das declarações de Floyd Mayweather Jr. sobre ele e que, como homem, tem que enfrentá-lo, nem que seja em um sparring, o que arrancou gargalhadas de “Money”, que apenas sorria e aplaudia ao ouvir seu ex-amigo falar. Por mais apelo promocional que um eventual “Mayweather vs. Broner” tenha, ou não, os problemas de Adrien são agora com a justiça norte-americana, e podem ser muito piores do que enfrentar Floyd.

Na principal preliminar da noite, o peso-leve Robert Easter Jr (17-0, 14 KOs) nocauteou o dominicano Algenis Mendez (23-4-1, 12 Kos) no quinto giro. Após dominar e pontuar pouco a pouco no infight, a despeito de seus 1,80 m de altura, Easter encurralou Mendez nas cordas e encaixou um cruzado em overhand fantástico que, simplesmente, desligou seu oponente, fazendo-o cair quase desacordado no chão, sem chances de retorno.

O evento teve sua programação transmitida, ao vivo, para o Brasil pelo Fox Sports, com narração de Éder Reis e comentários de Wilson Baldini Jr.

Comentários