Pós-Luta

Publicado em 25 de Outubro de 2015 às 02h:04

Crawford massacra Jean e defende cinturão; Zumbano e Aldimar acabam derrotados nas preliminares

Foto do autor

Autor Daniel Leal


Imagem: Mikey Williams/Top Rank

O campeão dos leves Terence Crawford (27-0, 19 ko’s), dos EUA, bateu o canadensa Dierry Jean (29-2, 20 ko’s) na noite de hoje, em Omaha, Nebraska, por nocaute técnico no 10º round, defendendo assim seu cinturão da Organização Mundial de Boxe, dentro da categoria dos meio-médios-ligeiros.

De início, Jean foi ao solo logo ao final do primeiro intervalo, após belo cruzado de direita encaixado por Crawford. Levantou-se apenas para ouvir o sino que indicava o encerramento dos primeiros 3 minutos de confronto. A cena quase se repetiu na rodada seguinte, quando Terence trocou de base, virou canhoto, e acertou boa combinação próxima ao soar do gongo.

O campeão seguiu dominando o imbróglio, e voltou á fazer o desafiante sentir sua mão no último minuto da quarta passagem. O castigo continuou no quinto, sexto e sétimo rounds, aonde Terence prosseguiu demonstrando sua técnica e precisão muito superiores, já causando sangramento na face do adversário.

Finalmente o americano teve resposta á seus ataques, durante o oitavo assalto, quando levou um cruzado e um direto de direita de Jean, que pegaram firmes, obrigando-o á reagir á altura. Este parecia ser o ponto de ignição da reação de Dierry, que deu á entender que voltaria mais forte no giro subsequente, porém, mais uma vez próximo ao final do período, o canadense sofreu knockdown. Isto abriu caminho para que, sentindo cheiro de sangue, o campeão fosse com tudo para cima de seu oponente durante a décima passagem, até obrigar o árbitro Tony Weeks á encerrar a luta, após Jean ser lançado com as costas nas cordas, vendido, pronto para sofrer mais e mais golpes.

Com mais este êxito, Terence Crawford se consolida na divisão até 63,5 quilos, e pode alçar desafios mais complicados, como a já especulada unificação diante do detentor do boldrié CMB recém coroado, Viktor Postol.

Na principal semifinal, o peso-pesado brasileiro, Raphael Zumbano (37-12-1, 30 ko’s) foi superado pelo invicto mexicano, Andy Ruiz Jr. (26-0, 20 ko’s) em oito giros de contenda. Raphael tentou jabear e se movimentar para evitar as fortes combinações de Ruiz, o que não aconteceu durante a maior parte das ações. Zumbano chegou á balançar algumas vezes, porém não sofreu nenhum knockdown, demonstrando bastante poder de absorção de golpes. O primo de Éder Jofre ainda acertou dois bons golpes de direita, mas não conseguiu dar sequência. As papeletas dos jurados, com isso, ficaram em 80-72 (duas vezes), e 80-70 á favor de Ruiz Jr. O Round13 assinalou 80-72 também para o vencedor.

No mesmo evento, Mikael Zewski (27-1, 21 ko’s) conseguiu retomar o caminho das vitórias ao bater Ayi Bruce (23-12, 15 ko’s), em contenda dentro do limite dos meio-médios. Zewski dominou o combate até conseguir o nocaute, aos 1:41 minutos do 5º assalto.

Em outra preliminar, o peso-pena Aldimar Silva Santos (19-9, 12 ko’s) foi derrotado pelo ex-campeão da FIB, Evgeny Gradovich (20-1-1, 9 ko’s) por decisão dividida em 8 rounds. Os scores apontaram 77-75 para Aldimar, 79-71 e 78-74 em favor de Gradovich, caracterizando a primeira vitória do russo após perder seu título, em Maio.

A programação teve transmissão do SporTV2 – com um atraso em relação ao horário marcado, em demonstração de profundo desrespeito pelo assinante e fã do boxe -  com comentários de Daniel Fucs.

Comentários