Pós-Luta

Publicado em 11 de Março de 2017 às 02h:19

Douglas Ataíde comete erro e é superado em menos de um minuto na Califórnia

Foto do autor

Autor Daniel Leal


Brasileiro tomou contragolpe devastador em uma falha defensiva e não se recuperou, sendo batido por Danny Valdivia em 57 segundos. (Imagem: Top Rank)

Não foi boa a noite de Douglas “The Good Boy” Ataíde (16-3-1, 8 ko's) diante de Danny Valdívia (14-0, 10 ko's) no Tachi Palace Hotel & Casino, em Lemoore, Califórnia, nesta sexta-feira. Já era sabido que o brasileiro não era o favorito no confronto, mas nem os mais pessimistas poderiam prever um resultado tão negativo. Foram somente 57 segundos de ação, e Douglas sequer atingiu Valdivia em cheio neste período.

Foi numa tentativa de colocar um golpe aberto em que Douglas cometeu um erro grave e básico: Não retornou sua mão para a guarda. Foi atingido por um contragolpe fulminante, sentindo claramente e tentando manter-se em pé atacando, sem buscar o clinch, o que se provou outro erro. Mais lento, talvez devido aos efeitos do punch recebido, conseguiu apenas se expor mais e ser derrubado após uma sequência. Ele ainda conseguiu vencer a contagem, mas não aguentou o novo soco aplicado por seu adversário, caindo de forma tão impressionante que, antes mesmo de seu corpo tocar o solo, o árbitro já encerrara a contenda.

Essa seria a grande chance de Douglas aparecer de forma positiva e consolidar seu nome nos EUA. Infelizmente, após uma derrota tão rápida, não foi possível demonstrar nada de seu potencial e técnica que tanto falamos aqui. A disputa era válida pelo cinturão Norte-ameircano Júnior da NABF (CMB), na categoria dos médios-ligeiros.

Sinceramente, o sentimento meu e de todas as pessoas que conhecem Douglas e assistiram o ocorrido é de pura perplexidade. A perda de peso, ou o nervosismo podem ter sido fatores decisivos, além da qualidade do oponente. A dor de ver brasileiros que, diferente de alguns que não têm chance alguma, tem potencial para vencerem e irem mais longe, sendo batidos rapidamente, no entanto, para quem luta pelo esporte no Brasil, é como a de um gancho certeiro no fígado.

Na luta principal da noite, o super-pena invicto Andy Vences (18-0, 10 ko's) venceu Angel Hernandez (13-8-1, 8 ko's) por decisão unânime após 10 assaltos, com scores de 97-93, 99-91 e 96-94. O evento foi transmitido, ao vivo, pela SporTV2.

Comentários