Pós-Luta

Publicado em 26 de Junho de 2016 às 11h:05

Em grande luta, Thurman vence Porter por pontos

Foto do autor

Autor Luigi F.


Numa das candidatas à "Luta do Ano" até o momento, Thurman defendeu o cinturão por decisão unânime dos juízes. Imagem: Emily Harney / Fightnews

Às vezes, por mais que exista uma elevada expectativa em torno de uma luta de boxe, acabamos nos decepcionando. Muitas vezes, por diversas razões, os embates de fato acabam acontecendo de forma bem menos sensacionais do que os fãs aguardavam.

Não foi o que ocorreu ontem à noite no Barclays Center, no Brooklyn, em Nova York. O aguardado confronto entre Keith “One Time” Thurman (27-0, 22 KOs) e Shawn “Showtime” Porter (26-2-1, 16 KOs), valeu cada segundo de espera, e certamente entra para o seleto hall de possíveis lutas que poderão ser eleitas como a melhor luta do ano de 2016, ao lado de outros combates incríveis que aconteceram esse ano, como Francisco Vargas vs Orlando Salido e Jesus Soto Karass vs Yoshihiro Kamegai.

A disputa começou equilibrada, com Thurman ligeiramente melhor no primeiro assalto, conectando os melhores golpes. No segundo, Porter abriu uma boa vantagem, vencendo claramente após pressionar o campeão por mais de uma vez com boas sequências. No terceiro e quarto assaltos, vimos Thurman voltar a mostrar superioridade, principalmente no quarto, quando acertou golpes mais duros.

O quinto giro foi equilibrado, e Porter conseguiu novamente pressionar Thurman nas cordas durante boa parte do confronto, apesar do campeão acertar os socos mais potentes. No sexto, novamente Thurman mostrou mais ímpeto, apesar das trocas fantásticas de golpes. No sétimo e oitavo assaltos, mesmo com a guerra, Porter mostrou-se à frente, conseguindo mostrar maior agressividade, e empatando a disputa na nossa marcação até aquele momento.

No melhor round da noite, os adversários simplesmente deram um show, com Porter levando a melhor nitidamente, chegando inclusive a machucar Thurman. O campeão dos meio-médios pela AMB, entretanto, conseguiu se recuperar bem, vencendo os próximos dois assaltos. No último, mais uma bela apresentação dos dois oponentes, com Thurman levando novamente vantagem na nossa visão.

E após 12 assaltos numa luta simplesmente fantástica, Thurman venceu Porter por decisão unânime, com triplo 115-113 a seu favor. O Round13 viu o “One Time” vencendo com a mesma marcação.

Com a vitória, Thurman manteve a invencibilidade e seu cinturão de campeão mundial ela AMB. Já Porter sofreu a segunda derrota no profissionalismo, e acabou não conseguindo cumprir seu objetivo de se sagrar bicampeão mundial entre os meio-médios. Vale lembrar que entre 2013 e 2014, Shawn sagrara-se campeão pela FIB.

Após o combate, Thurman declarou que gostaria de enfrentar Danny Garcia (32-0, 18 KOs) em sua próxima exibição, em embate unificatório entre os cinturões da AMB e CMB. Entretanto, Keith afirmou que, se necessário, fará a defesa mandatória de seu boldrié diante do russo David Avanesyan, atual campeão interino pela AMB, e que garantiu a posição de primeiro desafiante ao bater Shane Mosley em maio.

Porter, por sua vez, afirmou que gostaria de uma revanche. “Acho que venci a luta, mas estou satisfeito pois consegui lutar uma guerra hoje. Precisamos de uma revanche. Eu sei que os fãs querem isso. Se ele me der outra chance, vou trabalhar ainda mais duro no ringue e só sair de lá com o cinturão”, declarou.

Comentários