Pós-Luta

Publicado em 10 de Setembro de 2016 às 19h:47

GGG vai com tudo para cima e faz corner de Brook jogar a toalha!

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Cazaque venceu o inglês em Londres após ver a esquina de seu oponente parar as ações durante o quinto round. Os motivos da atitude tomada pelo staff do desafiante não ficaram muito claros e o esperado nocaute que os fãs queriam ver acabou não ocorrendo. (Imagem: SportsCenter)

Gennady Golovkin (36-0, 33 ko’s) teve pouco trabalho para suplantar Kell Brook (36-1, 25 ko's), defendendo seus títulos CMB, FIB e OIB no limite dos 72,5 kg, na O2 Arena, em Londres, neste sábado. Ele tirou a invencibilidade do titular da Federação Internacional de Boxe após fazer a esquina oposta paralisar o confronto – de forma bastante duvidosa – durante o quinto assalto.

Como já se sabia, a diferença física não era tão nítida quanto se esperava, uma vez que Brook parece ter feito bom trabalho de ganho de massa muscular, além de sempre ter sido um meio-médio grande. Maior problema seria de adaptação ao castigo imposto por um verdadeiro peso-médio, além da limitação de poder de punch, sempre natural em uma subida de peso. E isso foi sentido já no primeiro giro.

Os golpes de Brook começaram a entrar, porém pareciam não incomodar muito GGG, que, em contrapartida, fez o lutador da casa balançar logo nos primeiros momentos. Kell terminou o round melhor, mas não foi suficiente para superar Golovkin. A vantagem trocou de mãos na segunda passagem, com Golovkin utilizando pouco o jab para cortar o ringue, e o inglês colocando boas combinações nas brechas defensivas do cazaque.

Gennady voltou ainda mais agressivo (mais do que o comum) para o terceiro giro, soltando seus socos sem preocupar-se muito com a defesa. Essas falhas lhe custaram alguns bons encaixes por parte do adversário, mas nada que lhe tirasse a vitória naquele intervalo. O monarca dos médios tinha um senso de urgência estranho que o deixava exposto em vários momentos.

Voltando para a quinta rodada, GGG foi ainda mais incisivo, e dessa vez Brook parecia estar tomando mais golpes. Quando passava por problemas ao ser pressionado nas cordas, uma atitude bastante duvidosa do corner do britânico encerrou o espetáculo de forma melancólica. Aparentemente para evitar um nocaute, ou devido á preocupações com um castigo que Kell parecia estar ainda suportando, seus segundos jogaram a toalha.

Brook estava, no exato momento, provocando Golovkin para que continuasse a golpea-lo, por isso a impressão que ficou foi de covardia ou premeditação da equipe inglesa. Um triste fim para um combate que teve transmissão pelo Esporte Interativo (canal aberto via antena parabólica) e que fez uma cobertura bastante completa do evento.

Ficará difícil para a nobre arte se seus grandes eventos terminarem de formas parecidas quando o mundo inteiro estiver assistindo. A única explicação plausível é que “Special K” tenha tido um problema no olho direito e que seu staff, sabedor disso, evitou maior castigo.

De qualquer forma, “Triple G” retorna para casa com seus cinturões em mãos, fazendo seu papel e nocauteando pela 23ª vez consecutiva. O cazaque mantém seu status de melhor da categoria e agora deve combater Danny Jacobs, que ontem venceu Sergio Mora, também pela via rápida. GGG VS Jacobs será talvez o maior confronto dentro do limite das 160 libras na atualidade.

Numa principal preliminar equilibrada, porém sem muita emoção, Lee Haskins (34-3, 14 ko's) venceu Staurt Hall (20-5-2, 7 ko's) mantendo o cinto dos galos pela FIB. Após 12 assaltos em que Haskins lutava no outside e Hall tentava acompanhá-lo, os jurados foram unânimes em apontar que o cinturão da Federação deveria continuar com o seu atual detentor, para desagrado do público, que aparentou ver outro resultado. Os scores apontaram 117-111, 116-112 e 115-113. Á exceção da última marcação, realmente a pontuação pareceu um pouco exagerada, uma vez que o resultado poderia ter sido favorável á ambos os atletas.

A programação completa foi exibida, com excelência, diga-se, pelo Esporte Interativo. Dessa vez o canal não deixou á desejar e entregou um grande show para os fãs brasileiros do pugilismo!

Comentários