Pós-Luta

Publicado em 18 de Outubro de 2015 às 02h:15

Golovkin destrói Lemieux em Nova Iorque

Foto do autor

Autor Daniel Leal


Imagem: ESPN

Em uma grande luta realizada nesta noite, no Madison Square Garden, em Nova Iorque, Gennady Golovkin (34-0, 31 ko’s) realizou bela performance diante de David Lemieux (34-3, 31 ko’s), em disputa pelos cinturões AMB, FIB e “interino” CMB dos pesos-médios, vencendo por nocaute técnico durante o oitavo intervalo.

Golovkin começou dominando o embate com seu jab, e soltando a direita apenas quando necessário. Lemieux tentava, mas não conseguia encontrar seu adversário. O canadense, muitas vezes, parecia descoordenado, enquanto o cazaque mantinha sua movimentação lateral correta.

No 4º round, David tentou ganhar pela agressividade, e no início, até deu certo. Seu problema foi que, pelo fato de se expor, acabou sentindo uma bela esquerda de GGG e teve que segurar-se para não beijar a lona. O mesmo não pode ser dito do 5º assalto, quando Lemieux não conseguiu evitar o knockdown após uma esquerda no fígado, sua sorte é que faltavam apenas 5 segundos para o soar do gongo.

Golovkin tentou ampliar seu domínio no giro subsequente, mas seu adversário reagiu nos últimos momentos, encaixando bons socos. Isso não mais aconteceu, tanto na sétima, quanto na oitava, e derradeira rodada. Já observado pelo árbitro, Lemieux não demonstrou mais condições de pelejar após levar combinações repetidamente, obrigando o mediador á encerrar o combate.

Após mais uma apresentação de alto nível, com direito á mais uma unificação de título, será que agora, finalmente, GGG terá a chance de dividir o quadrilátero com alguém da nata do esporte de luvas? A se tomar como base todo o “hype” que tem gerado em torno de seu nome, e a aura de pegador nato que adquiriu, hoje Gennady é um boxeador mais comerciável nos EUA e, portanto, nunca esteve tão próximo de encarar os melhores e, por consequência, brigar pelo reinado “Pound-for-pound” do boxe mundial.

Na principal preliminar do evento, Roman “Chocolatito” Gonzalez (44-0, 38 ko’s) enfrentou e venceu Brian Viloria (36-5, 22 ko’s), mantendo seu cinturão CMB dos moscas e mostrando por que é considerado um dos melhores lutadores da atualidade dentre todas as categorias do pugilismo mundial.

Viloria começou melhor nos dois primeiros rounds, mas acabou derrubado no terceiro. Recuperou-se no seguinte, mas voltou a ficar em desvantagem no quinto, quando insistiu em entrar no “in fight” com Gonzalez, o que já estava claro: não lhe era vantajoso. Com isso, a partir daí, Chocolatito pôde demonstrar toda sua variação e impor sua dominância, até seu adversário sucumbir no nono assalto. O havaiano bambeou após grande combinação aplicada pelo nicaraguense e acabou parando nas cordas enquanto era golpeado, sem reação, obrigando o árbitro á interromper as ações.

Com a vitória, Gonzalez defende pela terceira vez o boldrié do Conselho Mundial de Boxe na divisão dos 50,8 quilos.

Em outra semifinal da programação, o cubano Luis Ortiz (23-0, 20 ko’s) defendeu seu titulo AMB “Interino” dos pesos-pesados ao derrotar o argentino Matias Ariel Vidondo (20-2-1, 18 ko’s) por nocaute no 3º intervalo. Ortiz derrubou Vidondo ao final da segunda passagem, e voltou do corner para encerrar rapidamente o enfrentamento, após aplicar um belo direto de esquerda.

Todas as lutas supracitadas foram transmitidas pela Fox Sports, com comentários de Wilson Baldini Jr.

Arias perde nos pontos em Karlsruhe

O campeão brasileiros dos pesados, George Arias (56-14, 42 ko’s) não conseguiu transpassar o búlgaro Kubrat Pulev (21-1, 11 ko’s), na tarde de hoje, em Karlsruhe, Alemanha. Arias terminou derrotado por decisão unânime após 8 rodadas.

Esta é a segunda derrota seguida do brasileiro no exterior, ambas em 2015. Já Pulev volta á adicionar um êxito ao cartel, 11 meses após ter sido derrotado por Wladimir Klitschko em disputa pelo cinturão FIB da categoria máxima.

Peterson derrota Diaz, com dificuldade

O americano Lamont Peterson (34-3-1, 17 ko’s) não teve vida fácil diante do até então invicto, Felix Diaz (17-1, 8 ko’s), este sábado, na EagleBank Arena, em Fairfax, Virginia. Após 12 rounds de contenda, Peterson saiu do ringue com a vitória em marcações de 114-114, 117-111 e 116-112, caracterizando assim uma decisão majoritária.

Apesar de ir bem  golpeando o corpo do oponente em alguns assaltos, Lamont pareceu trabalhar menos do que deveria em determinados momentos, dando espaço para que Diaz marcasse pontos. Ainda assim, o ex-campeão dos meio-médios-ligeiros logrou êxito nos pontos, e deve subir de peso definitivamente, rumo aos meio-médios, já na próxima apresentação.

Comentários