Pós-Luta

Publicado em 11 de Julho de 2016 às 19h:36

Kovalev tem que suar, mas vence Chilemba

Foto do autor

Autor Daniel Leal


Russo defendeu seus títulos ao vencer por decisão unânime o atleta do Malaui, em combate complicado em determinados momentos.Nas preliminares, o brasileiro Davi “El Loco” Eliasquevici acabou suplantado por nocaute por jovem promessa local. (Imagem: Donat SorokinGetty Images)

As coisas foram mais complicadas do que se imaginava para Sergey Kovalev (30-0-1, 26 ko's), campeão da AMB, OMB e da FIB nos meio-pesados, na tarde de hoje em Ekaterinburg, Rússia. Ele conseguiu defender com sucesso seu reinado após obter decisão unânime a seu favor, não sem antes ter certo trabalho diante do malauiano radicado na África do Sul, Isaac Chilemba (24-4-2, 10 ko's).Vale lembrar que, em 9 lutas por cinturão mundial, apenas o lendário Bernard Hopkins havia sobrevivido aos 12 rounds de disputa contra Kovalev.

Na primeira metade do confronto o desafiante não pareceu disposto à engajar-se em trocas mais ríspidas de golpes, uma atitude esperta que frustrou Sergey na maior parte do tempo. O campeão pressionava, sem muito sucesso, graças à tática adotada por seu adversário. Isso mudou durante o sétimo assalto, quando um punch devastador de direita do russo encontrou o rosto do africano, derrubando-o.

Ainda visivelmente abatido pelo knockdown sofrido, Chilemba sobreviveu às rodadas seguintes, mas não conseguiu impôr seu jogo de forma suficiente para direcionar o resultado a seu favor. Sendo assim, com scores em 116-111, 117-110 e 118-109, Kovalev reteve seus boldriés e agora aguarda um êxito de Andre Ward, que apresenta-se em 6 de Agosto, para consumarem seu encontro no dia 19 de Novembro, na T-Mobile Arena, em Las Vegas, na que deve ser a maior contenda do boxe mundial neste segundo semestre.

Em preliminar deste mesmo evento, o brasileiro Davi “El Loco! Eliasquevici (13-3-1, 10 ko's) não conseguiu dar sequência à vitória obtida na Argentina, em Abril, diante de Amilcar Melian. Em imbróglio que valia o cinto continental asiático dos médio-ligeiros, versão prata, do CMB, Davi acabou sucumbindo ao prospecto local Magomed Kurbanov (8-0, 7 ko's), pela via rápida durante a terceira passagem. Esta foi apenas a segunda atuação de Eliasquevici fora do Brasil em sua carreira, sendo a primeira derrota.

Comentários