Pós-Luta

Publicado em 04 de Fevereiro de 2018 às 08h:54

Ramirez passeia e Gassiev se garante na final do WBSS

Foto do autor

Autor Daniel Leal

No Texas, mexicano cumpriu o prometido e manteve o título OMB dos super-médios. Já na Russia, Murat Gassiev suplantou Yunier Dorticos por nocaute no último round, unificou cinturões e foi para a final do World Boxing Super Series. (Imagem: Top Rank/Montagem R13)

Em Corpus Christi, no Texas, o mexicano Gilberto “Zurdo” Ramirez (37-0, 25 ko's) manteve seu cartel invicto e seu cetro OMB dos super-médios pela terceira vez ao vencer o ganês Habib Ahmed (25-1-1, 17 ko's) por nocaute técnico no sexto giro, na noite deste sábado.

Ramirez, conforme o esperado, não teve problemas para se impor tecnicamente sobre o mais fraco adversário que já enfrentou em um disputa de cinturão. Apesar de valente, Ahmed não tinha recursos o suficiente para preocupar o campeão, mas fez o que pôde para manter o espetáculo vivo.

Só que a envergadura, o volume de ataques e os golpes no corpo do canhoto monarca, não deixaram que o ex-campeão africano da categoria conseguisse ouvir o soar final do gongo para a metade da luta. Seu córner, sabiamente, interrompeu a luta faltando 30 segundos para o fim do sexto assalto. Ainda assim, Habib poderá voltar a seu país de cabeça erguida, pois terminou de pé, sem jamais beijar a lona durante o confronto.

Jovem, mexicano, de altura incomum para o limite dos 76,2 kg, além de único de seu país a deter um reinado em tão alta divisão de peso, já é passada a hora de Gilberto tornar-se um nome com maior poder comercial nos EUA e na América Latina. A Top Rank sabe disso e o colocou diante de um adversário duro na queda, porém sem capacidade para colocar a invencibilidade de Ramirez em risco, para que ele pudesse brilhar. Agora, no entanto, é necessário que “El Zurdo” seja testado em possíveis unificações para que torne-se, de vez, um ídolo latino.

Na principal preliminar do evento, o filipino Jerwin Ancajas (29-1-1, 20 ko's), considerado um possível sucessor de Manny Pacquiao na Ásia, fez sua estreia nos Estados Unidos defendendo com êxito pela quarta vez seu cinturão FIB dos super-moscas. Desta vez, Jerwin vitimou o duro Israel Gonzalez (21-2, 8 ko's), levando-o ao solo uma vez no primeiro, e duas vezes no décimo período, para vencer por TKO e somar sua 16ª vitória consecutiva, sendo a 15ª pela via rápida desde sua última derrota, há seis anos.

Gassiev vence Dorticos e vai à final do WBSS

Lutando em casa o russo Murat Gassiev (26-0, 19 ko's), de apenas 24 anos, obteve bela vitória em grande combate diante do então invicto cubano Yunier Dorticos (22-1, 21 ko's). Após início aberto, com Gassiev sendo cada vez mais preciso na aplicação dos punches, Dorticos não conseguiu manter o ritmo e a pressão, tendo que partir pra cima nos momentos finais. Isso o expôs e o fez sentir a contrainvestida ao final do 11º intervalo.

Retornando para o 12º e último round, o caribenho, que não tinha tanta opção à não ser arriscar, acabou sendo vítima do boxeador da Rússia, caindo em três ocasiões e sendo saraivado às cordas, obrigando a interrupção das ações faltando menos de dez segundos para o final do confronto.

Com isso, Murat não só toma o reinado AMB de Dorticos para juntá-lo ao seu cetro FIB dos cruzadores, como vai à final do World Boxing Super Series na categoria, diante do detentor das coroas CMB e OMB, Oleksandr Usyk (14-0, 11 ko's), encontro este que será realizado na Arábia Saudita, no próximo dia 11 de Maio.

Nenhuma das programações acima mencionadas tiveram suas imagens exibidas, ou seus direitos de exibição adquiridos, no Brasil.

Comentários