Pós-Luta

Publicado em 27 de Maio de 2017 às 19h:41

Spence atropela Brook e torna-se campeão na casa do adversário

Foto do autor

Autor Daniel Leal


O norte-americano consolidou seu nome no boxe mundial ao vencer Kell Brook, na Inglaterra, e tomar-lhe o título mundial dos meio-médios pela FIB.
(Imagem: BoxingScene)

O britânico Kell Brook (36-2, 25 ko's) sentiu novamente problemas no olho, bem como na técnica, e acabou sucumbindo diante do americano Errol Spence Jr. (21-0, 18 ko's), em disputa ocorrida agora a pouco, em Sheffield, Inglaterra, valendo o cinturão mundial dos meio-médios pela FIB. Apesar de, claramente, ter sido prejudicado pelas questões fisicas, sem dúvidas a qualidade de seu oponente foi mais decisiva para o resultado.

Indo direto aos fatos, o primeiro round foi de estudo, quase que totalmente, com o desafiante arriscando um pouco mais com ataques ao corpo. No segundo, Brook se soltou mais e mesmo menos preciso, conectou bons punches. Atuando fora de casa e sabendo que precisava mostrar serviço, Spence já iniciou o terceiro giro indo pra cima, com maior velocidade.

Amarrando o quarto assalto, Kell tentava tirar a vantagem da rapidez de seu contendor, obtendo sucesso em alguns momentos. No intervalo seguinte, no entanto, o excesso de clinches do campeão fez com que ele se esquecesse de conectar socos. Aproveitando-se da inatividade do inglês, Errol Jr. mostrou seu melhor na sexta passagem, sobressaindo.

No sétimo round, “Special K”, sabendo que precisava obter vantagem, inverteu a movimentação, andando ele para frente, enquanto o estadunidense ficou no outside. Spence, calmo, segurou o ímpeto de Brook e conseguiu aplicar contragolpes precisos no oitavo giro. O lutador da casa sabia que precisava dos quatro últimos intervalo e entrou no nono tentando ser mais incisivo, porém tomou um vareio, tendo que se segurar para terminar os três minutos em pé.

Logo no início do décimo, o então detentor da cinta foi, finalmente, ao solo. Corajoso, levantou-se, e mesmo sofrendo grande pressão, conseguiu aguentar até o soar do gongo. O penúltimo intervalo, no entanto, foi o suficiente. Novamente com problemas no olho, provavelmente herdados da batalha contra Gennady Golovkin, e sendo tecnicamente batido, Brook ajoelhou-se quando levava uma saraivada, voltou a ficar de pé antes dos dez segundos, mas o árbitro decidiu encerrar a disputa ao notar o quão abalado o boxeador da Inglaterra estava. Nocaute técnico decretado na 11ª rodada em favor de Spence.

Com uma ótima vitória, em excelente performance, diante de um duríssimo pugilista de sua categoria, Errol Spence Jr. não só conseguiu conquistar o título mundial dos meio-médios pela Federação Internacional de Boxe, como também consolidou seu nome não mais como uma promessa, e sim como realidade da nobre arte mundial. Sem dúvida, deve tornar-se uma das grandes atrações dessa divisão de peso, em breve.

Na principal preliminar, Geogre Groves (26-3, 19 ko's) não desperdiçou sua quarta chance de arrebatar um cetro mundialista. Ao derrotar o russo Fedor Chudinov (14-2, 10 ko's), ele levou para casa a coroa da AMB nos supermédios, então vaga, vencendo por nocaute técnico no sexto assalto.

Chudinov começou melhor nos três primeiros giros, mas já dava sinais de fraqueza defensiva. Com mais vontade, Groves foi aumentando o volume de combinações ao longo do tempo e acabou sobressaindo pouco a pouco, até equilibrar as ações. Quando viu que o atleta da Rússia sentiu uma sequência, o inglês foi para cima e, ainda que seu adversário, valente, recusou-se a cair, conseguiu obrigar o árbitro a encerrar o confronto, para o delírio da torcida local.

O EI Maxx, do Esporte Interativo, transmitiu o evento, ao vivo, para todo o Brasil.

Comentários