Pós-Luta

Publicado em 10 de Setembro de 2017 às 10h:05

Wangek, Inoue e Usyk vencem; Brasileiros não conseguem vitória em Astana

Foto do autor

Autor Daniel Leal

“Chocolatito” perde novamente para tailandês, agora por nocaute. No mesmo evento, japonês faz sua estreia nos EUA com vitória dominante. Na Alemanha, Usyk vence primeira disputa do WBSS, enquanto os brasileiros no Cazaquistão retornam pra casa sem vencer. (Imagem: fightnews.com)

O nicaraguense Roman “Chocolatito” Gonzalez (46-2, 38 ko's) já esteve cotado como o melhor peso-por-peso no boxe atual. Mas sua segunda derrota para o tailandês Wisaksil “Srisaket Sor Rungvisai” Wangek (44-4-1, 40 ko's) fez tudo ir por terra. Neste sábado, 9 de Setembro, em Carson Califórnia, Gonzalez não só não conseguiu reaver seu cinturão CMB dos super-moscas, como foi nocauteado no quarto assalto após cair pela segunda vez.

Em Março, “Chocolatito” havia perdido em decisão polêmica dos jurados para Wangek, o que fez com que a revanche imediata fosse realizada. Seu desempenho, porém, já havia sido questionável diante de Carlos Cuadras, quando conquistara o boldrié em questão, o quarto na quarta divisão de peso distinta. As constantes subidas de categoria, claramente, fizeram com que o seu desempenho caísse e a consequência mais evidente foram as derrotas para o novo monarca.

Em preliminar do mesmo evento – que não teve transmissão para o Brasil – o nipônico Naoya Inoue (14-0, 12 ko's) fez sua estreia em solo estadunidense de forma incisiva. Ele completou sua sexta defesa do título OMB dos super-moscas ao vencer Antonio Nieves (17-2-2, 9 ko's) após castigá-lo durante seis assaltos, inclusive derrubando-o no quinto. Nieves, então, decidiu não retornar para a sétima passagem. Inoue, de apenas 24 anos, já é bicampeão em dois limites de libras distintos. Esperava-se que ele pudesse encarar Chocolatito, se este tivesse vencido seu compromisso.

Na Alemanha, Usyk estreia com vitória no WBSS

A primeira disputa do World Boxing Super Series terminou pela via rápida. Em Berlin, o ucraniano Oleksandr Usyk (13-0, 11 KOs) defendeu seu cinto OMB dos cruzadores e passou a semifinal do torneio ao vencer o ex-campeão Marco Huck (40-5-1, 27 Kos), da Alemanha, por nocaute técnico no décimo giro. Ele obrigou o árbitro a encerrar as ações após aplicar sequência devastadora. Usyk agora aguarda o vencedor do combate de 30 de Setembro entre o detentor da coroa CMB, Mairis Briedis (22-0, 18 ko's), e Mike Perez (22-2-1, 14 ko's), para conhecer seu próximo oponente, valendo vaga na final do WBSS.

No Cazaquistão, brasileiros não trazem vitórias.

Eduardo Reis (22-5, 18 ko's), Gilberto “Yorubá” Pereira (14-6, 10 ko's), Ismael Bueno (15-7, 10 ko's) e Alex “Careca” Duarte (13-2-1, 10 ko's) não conseguiram trazer vitórias ao nosso país neste sábado. Os quatro sofreram reveses nas preliminares do evento em que o chinês/cazaque Kanat Islam (25-0, 20 ko's) defendeu seus títulos Norte-americano (NABO) e Inter-Continental (AMB) dos médios-ligeiros ao vencer o canadense Brandon Cook (18-1, 11 ko's) por nocaute técnico no nono round, no Saryarka Velodrome, em Astana, Cazaquistão.

Yorubá e Eduardo tiveram o melhor desempenho. Eles foram batidos apenas nos pontos diante de Zhanibek Alimkhanuly (2-0, 1 ko's) e Dimash Niyazov (12-0-3, 5 ko's), respectivamente. Ambos acabaram derrotados por decisão unânime em seis intervalos de confronto. Reis chegou á vencer um assalto em duas das papeletas. Já Careca e Ismael não conseguiram apresentar seu melhor. Ambos foram nocauteados logo no assalto inicial por Nursultan Zhanabayev (3-0, 2 ko's) e Meiirim Nursultanov (4-0, 3 ko's), nesta ordem.

Comentários