Pós-Luta

Publicado em 09 de Julho de 2016 às 01h:00

Yamaguchi dá show e bate colombiano pela via rápida!

Foto do autor

Autor Daniel L. & Luigi F.


Imagem: Round13

Atualizado: 09/07/2016 às 02:50

Em evento encerrado agora há pouco no Mendes Convention Center, em Santos, SP, Yamaguchi Falcão (11-0, 5 KOs) não tomou conhecimento do colombiano Devis “El Felino” Caceres (19-7, 14 KOs), e nocauteou o adversário no segundo assalto, defendendo com sucesso seu cinturão de campeão latino dos médios pelo CMB.

O medalhista de bronze nos Jogos de Londres-2012 iniciou o combate já colocando os golpes mais pesados. Com a mão dura, Yamaguchi impôs uma queda a Caceres no primeiro assalto, mas o colombiano conseguiu se levantar e seguir na disputa. No segundo, o brasileiro manteve a vantagem, e derrubou novamente o “El Felino”, que dessa vez não conseguiu retornar.

Com a vitória, Falcão, além de manter sua cinta, soma o segundo sucesso no ano de 2016. Em março, ele havia derrotado Jorge Caraballo, também no segundo giro. Mostrando-se calmo, preciso e com uma excelente pegada, o brasileiro realizou suas duas melhores exibições no profissionalismo neste ano, e agora já pode sonhar com voos mais altos ainda nesta temporada.

“Acredito que minha próxima luta deverá ser nos EUA. Tudo está andando do jeito que eu sonhava na minha carreira, e passo a passo vamos chegar ao título do mundo que é meu grande sonho. Quando chegar a minha oportunidade, vou abraçar com tudo”, declarou o brasileiro em entrevista ao SporTV após o término do confronto.

No único embate preliminar transmitido pela televisão, Adeilson dos Santos, o “Dell” (17-2, 13 KOs), bateu o colombiano Walberto Ramos (24-8-2, 17 KOs) por nocaute técnico no sexto assalto, depois de impor 6 quedas ao adversário. A luta começou estudada, com Ramos com maior volume de golpes. No segundo giro, Dell passou a deixar um pouco mais clara a sua superioridade física. A vantagem se consolidou no terceiro round, quando o brasileiro impôs um knockdown ao rival sul-americano. No quinto, o brasileiro derrubou Ramos por mais duas vezes, ampliando ainda mais a diferença de pontuação. No sexto, Dell colocou Walberto mais três vezes na lona, e, mesmo com o colombiano levantando, seu corner optou por encerrar a disputa, sacramentando a vitória do brasileiro.

Os dois embates foram transmitidos ao vivo para o Brasil pelo canal SporTV 2, com narração de Daniel Pereira e comentários de Daniel Fucs.

Ao todo, ocorreram mais seis disputas que acabaram não sendo televisionadas.

A luta que abriu o evento teve Aelio “Biro” Mesquita (13-0, 11 KOs) conquistando o cinturão de campeão brasileiro dos penas pela Confederação Brasileira de Boxe Profissional (CBBP) ao bater Juciel Lima Nascimento (Boxrec: 24-18-1, 17 KOs) por nocaute no primeiro round. Depois de conectar um bom jab no rival, “Biro”, que é filho de Edson “Xuxa” do Nascimento e irmão de Patrick Nascimento, encurralou Juciel no corner e engatou sequência de uppers, derrubando Lima e encerrando o embate.

Além da vitória de “Biro”, todas as demais preliminares que também não foram transmitidas terminaram pela via rápida.

Em duelo de quarentões, Daniel “Criminal D” Teixeira (2-8, 2 KOs) superou Rogerio Cacciatore (31-11, 22 KOs) em luta válida pelo limite dos cruzadores. Após abrir vantagem de 29-28 nos três primeiros rounds, “Criminal D” encurralou Cacciatore nas cordas, e acabou obtendo a vitória após o árbitro interromper a contenda. Antes do combate, Cacciatore, que estava inativo há 11 anos, havia declarado que essa seria sua despedida definitiva dos ringues.

O capixaba Leonardo Rufino (2-0, 2 KOs) manteve a invencibilidade ao bater o estreante Lucas “Van Damme” Oliveira (0-1) por nocaute no segundo round. Após dominar as ações desde o início da luta, Rufino impôs a primeira queda ao rival depois de golpe no corpo seguido por um bom cruzado. Oliveira chegou a se levantar, mas Leonardo o derrubou de novo, encerrando a luta após um direto. Rufino, que mostrou um bom repertório, estava escalado para enfrentar Natan Coutinho, que acabou não competindo na noite de hoje após se lesionar durante os treinamentos. Entretanto, uma luta entre os dois jovens boxeadores teria sido interessante, e é uma boa pedida para o futuro próximo.

Em outra das preliminares, o paulista Phabro Caetano Ribeiro (4-0, 4 KOs) manteve o cartel perfeito ao derrotar Gabriel Alves por nocaute no primeiro assalto. Phabro, que inicialmente enfrentaria Luciano “Bahia” Santos, não tomou conhecimento do rival, vencendo no giro inicial.

Já Rodolfo Franz Karbstein (10-17, 8 KOs) teve uma excelente performance, e acabou derrotando Wenes “Bandeira” de Souza (12-1, 9 KOs). Após derrubar Wenes por duas vezes no primeiro assalto, Rodolfo manteve-se em vantagem no segundo giro. No terceiro, após duro golpe de esquerda conectado no fígado de “Bandeira”, Franz obteve a vitória por nocaute. Dessa forma, Rodolfo recupera-se da derrota sofrida no mês de maio para Vitor Jones Freitas. “Bandeira”, por sua vez, sofreu o primeiro revés no profissionalismo.

Em disputa ocorrida após todas as realizadas no evento, Douglas Ataíde (16-2-1, 8 ko's) dominou Valdevan Pereira (8-8, 7 ko's) para vencer todos os assaltos, em nossa contagem. Para os jurados, Douglas, que demonstrou muita habilidade sobre o tablado, apesar de ter enfrentado uma valente oposição de Pereira, venceu com scores de 59-55 (duas vezes) e 60-52. Após o imbróglio, que foi marcado por encaradas e uma rivalidade latente, ambos os atletas foram ovacionados pelo público ainda presente no Mendes Convention Center.

Comentários