Pós-Luta

Publicado em 04 de Março de 2016 às 22h:32

Yamaguchi Falcão bate argentino e é campeão latino!

Foto do autor

Autor Daniel L. & Luigi F.


Yamaguchi Falcão (dir) derrotou Jorge Caraballo (esq). Imagem: Round13

Matéria editada em 05/03/2016, às 0h36

Em uma excelente exibição, talvez a sua melhor desde o início no boxe profissional, o peso médio brasileiro Yamaguchi Falcão (10-0, 4 KOs) simplesmente pulverizou o argentino Jorge “Pedrita” Caraballo (13-6-1, 3 KOs), vencendo a luta após desistência do rival durante o segundo assalto. O evento ocorreu no Mendes Convention Center, principal centro de convenções da cidade de Santos, no litoral paulista.

A luta já começou com Yamaguchi mostrando excelente precisão e dominando o duelo. No final do primeiro assalto, após sofrer pressão do brasileiro, Caraballo se ajoelhou, tentando ganhar uma sobrevida. Incorretamente, o árbitro não abriu contagem. Porém, nada que atrapalhasse Falcão. Logo no segundo giro, Yamaguchi voltou a conectar bons golpes, e após abrir o supercílio do rival, viu Caraballo novamente se ajoelhar. Após a contagem do árbitro, o médico chegou a olhar o corte, e após examinar, o argentino acabou informando que não gostaria de retornar para o duelo.

Com a vitória, Yamaguchi conquista o cinturão latino dos médios pelo CMB, e deve em breve figurar no ranking da entididade. Caraballo, por sua vez, sofreu a primeira derrota sem ser por pontos, o que valoriza ainda mais o resultado e a performance do boxeador brasileiro.

“Estava muito focado e preparado. A equipe soube me preparar e me treinar para essa luta. Vim para nocautear ele e eu avisei que seria o primeiro homem que ia nocautear o argentino e deu certo. Graças a Deus consegui a vitória por nocaute”, declarou Yamaguchi logo após o término do embate, em entrevista ao vivo para o SporTV 2.

Na principal preliminar transmitida pela TV, o argentino Fabian “El Demonio” Orozco (27-4-3, 9 KOs) surpreendeu e derrotou o brasileiro Adeilson “Dell” dos Santos (16-2, 12 KOs). O embate começou melhor para o brasileiro, que conseguiu obter vantagem no primeiro round sobre o boxeador hermano, que abusou das viradas de costas para o pugilista nacional. No segundo giro, após troca de socos, Orozco acertou um forte contra-golpe de esquerda no brasileiro, derrubando Dell. Sem conseguir se levantar, a vitória acabou ficando com o argentino, que levou para casa o cinturão de campeão latino da OMB pelos super-galos. O tempo oficial de interrupção da luta foi 1:04 do segundo round.

A transmissão do SporTV 2 teve início com um combate entre pesos médios. Douglas Ataíde (15-2-1, 7 KOs) derrotou Marcelo de Jesus (3-2, 3 KOs). Após vencer o primeiro round, quando conectou belo upper de esquerda, Ataíde obteve a vitória por nocaute técnico no segundo giro, depois de conectar sequência de golpes não respondida por Marcelo.

As três lutas foram transmitidas ao vivo pelo Brasil pelo canal SporTV 2, com narração de Luiz Prota e comentários de Daniel Fucs.

Outros resultados (lutas não transmitidas pela TV):

Pesados: Fabio Maldonado (24-0, 23 KOs) derrotou Alessandro Bernardo (2-8) após acertar um cruzado de direita, no único soco conectado no rival. Foi a segunda vitória de Maldonado desde o seu retorno ao boxe, que ocorreu na semana passada, quando ele bateu Robson "Bambu" de Oliveira também no primeiro assalto.

Pesados: Carlos "Falcão" Nascimento (13-2, 9 KOs) derrotou Rodrigo "Nocaute" Oliveira (0-5) por decisão unânime, com scores 60-54 e 59-55 (duas vezes) a seu favor. Round13 viu vitória de Carlos "Falcão" por 59-55.

Penas: Benedito Neto (4-0, 3 KOs) e Daniel Araujo (0-1) protagonizaram a melhor luta da noite na nossa opinião. Em embate movimentado, Benedito Neto obteve vitória por decisão dividida após 4 rounds, com scores de 39-36 (duas vezes) a seu favor e um 38-37 a favor de Daniel Araujo. O Round13 viu Daniel Araujo vencendo por 38-37, porém, com rounds bastante equilibrados, com destaque para o assalto derradeiro.

Super-penas: Aélio "Biro" Mesquita (8-0, 6 KOs) derrotou Denilson Santos por decisão majoritária, com scores de 38-37 (duas vezes) a seu favor e um juíz apontando empate em 38-38. Para o Round13, Mesquita venceu por 38-37. Em nossa visão, a vitória foi garantida por Mesquita no assalto final, quando ele aplicou um knockdown em Denilson nos últimos 10 segundos, obtendo o ponto a mais necessário para garantir a vitória.

Meio-médio-ligeiros: o santista Felipe Moledas (10-0, 7 KOs) derrotou Bruno Marques (0-1) por decisão unânime após 4 rounds, com triplo 40-36 a seu favor. O Round13 também viu Moledas vencendo por 40-36.

 

Agradecimentos: Raphael Zumbano

Comentários