Pré-Luta

Publicado em 27 de Agosto de 2015 às 15h:53

As lutas deste final de semana - 29/08 - 30/08

Foto do autor

Autor Daniel Leal

O final de semana dos fãs do boxe contará com boas atrações, com transmissão para o Brasil. É difícil, inclusive, escolher quais disputas acompanhar. Em termos de importância, não resta dúvidas de que o confronto entre Leo Santa Cruz e Abner Mares sai na frente. Porém, é duro deixar de ver Shane Mosley e Ricardo Mayorga se enfrentando… Haverá também programação pugilistica no Domingo, em Camaçari/BA. Confira:

Santa Cruz e Mares se encaram por afirmação nos penas.


Imagem: Craig Bennett

Não resta dúvida alguma quanto ao talento dos mexicanos Leo Santa Cruz (30-0-1, 17 ko's) e Abner Mares (29-1-1, 15 ko's). O fato do primeiro estar invicto em 31 lutas, ser bicampeão mundial em duas categorias, com apenas 27 anos, e do segundo ser já tetra mundial, em 3 divisões de peso, aos 29, somente ratifica este fato. A questão é, nos pesos-pena, quem se sobressairá?

Mares já foi campeão nesta categoria, porém nela também sofreu sua primeira e única derrota. Campeão unificado dos galos, e campeão CMB dos super-galos, Abner se aventurou com sucesso nos 57,2 kgs ao vencer Daniel Ponce de Leon em 2013, arrebatando-lhe o cinturão do Conselho Mundial de Boxe na categoria, até se deparar, três meses depois, logo em sua luta seguinte, com Jhonny Gonzales, quando sofreu um nocaute fulminante (e até mesmo discutível quanto à paralisação da luta pelo árbitro) no primeiro round e perdeu o recém-conquistado boldrié. Desde então são 3 vitórias consecutivas para o ex-campeão.

Já Santa Cruz, campeão dos galos pela FIB em 2012 e dos super-galos pelo CMB em 2013, subiu de peso no último mês de Maio, quando enfrentou Jose Cayetano em combate preliminar da “Luta do Século” entre Floyd Mayweather Jr. e Manny Pacquiao. A contenda, que deveria ser de fácil resultado para Leo, até o foi, com este vencendo todos os assaltos em todas as papeletas dos juízes. Só que, sem o esperado nocaute a seu favor, uma dúvida pairou sobre Santa Cruz: Apesar da grande valentia demonstrada pelo adversário, teria a pegada do mexicano ficado prejudicada com a mudança de categoria? Neste sábado, ele terá a oportunidade de provar à que veio no limite das 126 libras.

O evento acontecerá no Staples Center, em Los Angeles, Califórnia, e colocará em jogo o cinturão “Diamante” dos penas, do Conselho Mundial de Boxe. O campeão da categoria por esta entidade é Gary Russel Jr. (26-1, 15 ko's), que conquistou a coroa em Março, com vitória por nocaute técnico no terceiro round sobre Jhonny Gonzales, algoz de Mares. Russel Jr. deverá esperar o vencedor do embate principal da noite para fazer sua primeira defesa de título.

No principal confronto preliminar, Hugo Ruiz (35-2, 31 ko's), ex-campeão interino dos galos pela AMB, disputa outro cetro interino, dessa vez o do CMB, na categoria dos super-galos, ao encontrar o jovem Julio Ceja (29-1, 26 ko's), de apenas 22 anos. É interessante notar que ambos obtiveram derrotas nas principais lutas de suas carreiras. Cejas perdeu sua única disputa por uma cinta mundialista ao ser derrotado via decisão majoritária por Jamie McDonnell, em 2013, ocasião na qual o reinado dos galos pela FIB se encontrava em jogo. Já Ruiz não logrou êxito ao tentar passar de interino para detentor “regular” do título, ao ser batido nos pontos, através de decisão dividida, por Koki Kameda, no Japão, em 2012.

Em outros bons combates da noite, o prospecto Alejandro Luna (18-0, 13 ko's) enfrenta Yakubu Amidu (21-7-2, 19 ko's), em contenda válida dentro do limite dos leves, enquanto o já considerado um dia “top contender” e ex-campeão interino dos médios-ligeiros pela OMB, Alfredo “Perro” Angulo (23-5, 19 ko's) pelejará contra Hector Muñoz (23-15-1, 15 ko's) para tentar engatar uma sequência de novas vitórias na carreira.

A programação terá transmissão para o Brasil pelo canal ESPN no sábado, 29 de Agosto, à partir das 23 horas, com comentários do sempre ótimo Eduardo Ohata.

Mosley vs. Mayorga II – Nostalgia nos ringues, entre tapas e apertos.


Imagem: Gus Ruelas/Associated Press

Não há nenhuma justificativa para assistir ao confronto entre “Sugar” Shane Mosley (47-9-1, 39 ko's) e Ricardo Mayorga (31-8-1, 25 ko's), que não pura nostalgia! Longe de seus melhores momentos os veteranos de 43 e 41 anos, respectivamente, já não almejam mais os postos mais altos do boxe mundial há alguns anos, porém, é inegável o sentimento nostálgico que este reencontro nos ringues traz ao fã do boxe. Não pela revanche em si, pois por melhor e mais emocionante que a primeira luta tenha sido – e foi, com um nocaute aplicado por Mosley no último segundo de combate – a rivalidade entre o norte-americano e o nicaraguense não chega a ser considerada um clássico do esporte. Foram, na verdade, os feitos de ambos no passado que transformam este evento, em algo interessante. Leiam bem, os feitos do PASSADO.

Shane Mosley, por exemplo, não luta desde Novembro de 2013, quando sofreu o primeiro revés de sua vida pela via rápida, ao perder para Anthony Mundine, no sétimo assalto. Como se isso não fosse um histórico recente ruim o suficiente, ele vem de apenas uma vitória nas últimas 6 apresentações, somando 4 derrotas e um empate no caminho. Claramente, o ex-campeão dos leves, meio-médios e médios-ligeiros, não faz mais jus a fama que tinha há 7 anos, quando venceu Mayorga pela primeira vez.

Já o nicaraguense, que adora fumar durante os treinamentos e falar besteiras na frente dos microfones, retornou ao boxe no ano passado, após 3 anos e meio sem combater. Vem de duas vitórias sobre oponentes inexpressivos, sendo seu último destaque, exatamente a contenda antes de sua parada na carreira, quando foi facilmente batido por Miguel Cotto, em 2011. A última performance que, pode-se dizer, foi de alto nível por parte de Mayorga, é exatamente a luta com Mosley em 2008, na Califórnia.

Com tudo isso, portanto, é fácil de imaginar o porquê das artimanhas usadas para promover o evento. Ontem, Mayorga deu um tapa nas nádegas da noiva de Mosley, que se agachou sem razão aparente em sua frente, durante conferência de imprensa, obtendo uma reação imediata do estadunidense que tentou apertar seu pescoço, sendo separados pelo staff de ambos os lados. Após um “delay” magistral de vários segundos, a moça finalmente sentiu a indignação de ter sofrido o assédio em questão, e partiu pra cima do “tarado”. “Nada poderia ser mais 'fake'”, foi a primeira coisa que pensei, e que foi praticamente confirmada quando Mayorga soltou um vídeo em espanhol, aonde se desculpa e diz que foi a equipe do oponente que lhe pediu para que fizesse isso, visando promover a venda dos pacotes de pay-per-view. Sendo verdade ou não, existem outras formas de se alavancar um combate, e esta cena entrará para os arquivos como mais um dos grandes exageros na promoção de eventos na história do boxe. Resta saber se a luta será lembrada apenas por este fato, ou não.

Na preliminar mais importante da noite, a campeã da FIB na categoria super-galo, Yulihan Avila (12-2, 1 ko's), de apenas 21 anos, faz a primeira defesa de seu boldrié, conquistado em Novembro de 2014, na Argentina. Sua desafiante será a experiente Maureen Shea (24-2, 12 ko's), dos Estados Unidos.

Em outros embates preliminares, o super-médio Ronald Ellis (11-0, 9 ko's) defronta-se perante a Jas Phipps (5-5-2, 2 ko's), e nos leves, Joel Diaz Jr. (19-0, 15 ko's) combate Luis Arceo (28-13-4, 18 ko's).

A transmissão deste evento para o Brasil fica a cargo do canal Esporte Interativo, neste sábado, a partir das 23 horas. Quem não o possui na sua TV por assinatura, pode acessá-lo através do endereço www.eiplus.com.br, do computador, celular, ou tablet. O comentarista convidado para a programação é o tetracampeão Acelino “Popó” Freitas.

Domingo, dia 30, tem boxe na Bahia.


Imagem: Divulgação

Camaçari recebe neste fim de semana evento interessante, valendo título interino nacional, e reunindo várias lutas amadoras. O imbróglio principal da noite se dará entre o ex-detentor do título brasileiro dos médios (versão Conselho Nacional de Boxe), Flavio “Mr. Sandman” Pardinho (1-5, 1 ko's), de Praia Grande, São Paulo, e o paulistano Eduardo Conceição “Kaveira” (2-0, 1 ko's), aonde estará em jogo a cinta interina dos meio-médios pela ANB – Associação Nacional de Boxe.

O bahiano Jonivan “Arisco” Barreto (9-1, 5 ko's), campeão dos médios-ligeiros também pela ANB, faz luta preparatória para o confronto perante o chileno Hardy Paredes (17-13, 10 ko's), no próximo dia 23 de Setembro no Chile, válido pelo cinturão AMB Fedebol dos leves. Para tanto, neste domingo seu adversário será Adenilton Correia (0-1), em combate programado para 8 rounds.

A programação, que ainda inclui mais um combate profissional entre Jeferson Santos e Jailton Carvalho, e mais 10 lutas amadoras, acontece na Discoteca Seven a partir das 16 hrs e as entradas custam entre R$ 20,00 e R$ 30,00.

Comentários