Pré-Luta

Publicado em 06 de Maio de 2016 às 19h:10

Canelo vs Khan: aguardado duelo entre força e velocidade ocorre amanhã, com Patrick Teixeira nas preliminares fazendo a maior luta de sua vida.

Foto do autor

Autor Luigi F.


Imagens: Hoganphotos / Golden Boy Promotions

Neste sábado, todas as atenções dos fãs de boxe estarão voltadas para a novíssima T-Mobile Arena, em Las Vegas, nos EUA. O espaço, que deverá em breve se tornar um dos principais palcos da nobre arte ao redor do mundo, receberá pela primeira vez um grande evento esportivo. E que evento. No imbróglio principal, Saul “Canelo” Alvarez (46-1-1, 32 KOs) defende sua coroa dos médios pelo CMB diante do britânico Amir Khan (31-3, 19 KOs). E, se não bastasse a ocorrência do aguardado duelo, o brasileiro Patrick Teixeira (26-0, 22 KOs) se apresentará numa das preliminares, fazendo a mais dura e mais importante luta de sua carreira até o presente momento, diante do estadunidense Curtis Stevens (27-5, 20 KOs).

Canelo vem de uma das melhores, se não a melhor, temporada de sua carreira. No ano passado, lutou duas vezes. Em maio, nocauteou James Kirkland de forma espetacular. Já em novembro, obteve vitória por pontos diante do astro porto-riquenho Miguel Cotto, num dos sucessos mais relevantes de sua carreira. Profissional desde os 15 anos de idade, o pupilo da Golden Boy Promotions conquistou o cinturão de campeão mundial dos médios pelo CMB, justamente diante de Cotto.

Já Amir Khan, natural de Bolton, na Inglaterra, lutará pela primeira vez na vida acima das 147 libras. Tricampeão mundial entre os super-leves (63,5  kg), Khan subirá ao quadrilátero de cordas da T-Mobile Arena num peso combinado de 155 libras (70,3 kg). Tendo boxeado apenas uma vez no ano passado, quando derrotou Chris Algieri por pontos, Khan não exibiu uma boa performance diante do boxeador norte-americano, o que fez com que os rumores de um eventual enfrentamento com Floyd Mayweather Jr acabassem esfriando.

O combate vem sendo vendido ao público como o confronto entre a força de Alvarez, e a velocidade de Khan. Apesar disso ser verdade, vale fazer algumas ponderações. Primeiramente, lembremos que tanto na conquista do cinturão dos médios contra Cotto, quanto na primeira defesa que ocorrerá neste sábado, Canelo não atingirá o limite máximo da categoria. Ele é o campeão regular de uma das principais entidades do boxe mundial tendo feito apenas lutas em pesos combinados até o presente momento. Nos dois embates, o peso máximo acordado foi de 155 libras, logo, 5 libras abaixo do limite de peso da divisão. Ou seja, mais uma vez o lutador mexicano entra numa disputa contra um oponente inferior a ele fisicamente. Contra o britânico, cujo queixo já foi amplamente exposto por Breidis Prescott e Danny Garcia, a arma de Saul será a vitória pela via rápida.

Khan, por sua vez, tentará fazer o que apenas Mayweather conseguiu: usar de velocidade para jogar seu oponente para o nada. Contra o “Money”, Alvarez simplesmente não viu a cor da bola e levou uma aula de boxe. Frustrado pelo baixo aproveitamento de seus golpes desferidos, o mexicano acabou se tornando presa fácil para o ágil norte-americano. Será que Amir Khan tem o que é preciso para repetir o feito?

Uma vitória de Canelo fará com que a pressão por um duelo contra o invicto Gennady Golovkin aumente ainda mais. GGG, que atualmente é o campeão interino dos médios pelo CMB, já declarou por diversas vezes ter interesse de enfrentar o boxeador latino-americano. Uma vitória do lutador do México amanhã torna o confronto praticamente inevitável. Khan, por sua vez, tenta chocar o mundo e subir nos rankings P4P. Com as iminentes aposentadorias de Mayweather e Manny Pacquiao, há espaço e demanda por um novo rei, e Amir sabe disso. Uma vitória, aliada a conquista do cinturão entre os médios, colocará o nome do filho da terra da Rainha Elizabeth nas posições superiores dos rankings de todos os pesos.

Nas duas principais preliminares que antecedem Canelo-Khan, o canadense David Lemieux (34-3, 31 KOs) tenta se recuperar da derrota sofrida em outubro para Golovkin, buscando êxito sobre Glen Tapia (23-2, 15 KOs). Já o meio-médio Frankie Gomez (20-0, 13 KOs) continua a empreitada de sua invicta carreira contra o estadunidense Mauricio Herrera (22-5, 7 KOs).

Mas, certamente, os olhos dos fãs brasileiros estarão vidrados mesmo é no embate que deve abrir a transmissão. Patrick Teixeira fará a disputa mais importante de sua trajetória (e também a maior luta do boxe brasileiro nesta década) contra Curtis Stevens.


Imagem: Golden Boy Promotions

Vindo de duas vitórias no exterior, contra Patrick Allotey e Don Mouton, Patrick subirá o maior degrau imposto diante de si no âmbito profissional. Além disso, acostumado a lutar entre os médio-ligeiros, a exibição de sábado será uma categoria acima, ou seja, na divisão dos médios. Nada que o talentoso canhoto oriundo de Sombrio, Santa Catarina, não deva conseguir se adaptar. Contratado pela Golden Boy Promotions em janeiro do ano passado, e tendo sido gerenciado pela International Boxing Group de Edu Mello durante a carreira, Patrick realizou boa parte de seu camp de treinamento para este confronto na Argentina.

Stevens, aos 31 anos de idade, retorna a uma disputa de boxe profissional após hiato de 1 ano e 7 meses. Sem competir na nobre arte desde a derrota para Hassan N’Dam N’Jikam, o boxeador norte-americano tentará provar, diante do maior prospecto brasileiro da atualidade, que ainda é capaz de competir em alto nível. Tendo a seu favor a experiência, vale lembrar que Stevens é perigoso e deverá jogar no contra-ataque, o que demandará atenção por parte do nosso pugilista.

Uma vitória convincente colocará o brasileiro em ótimos lençóis. Além de ser um evento de altíssima repercussão mundo afora, o embate será válido pelo cinturão continental das Américas pelo CMB, o que deve fazer com que Patrick suba ainda mais no ranking da entidade caso saia vencedor. De acordo com Patrick Nascimento, entretanto, a ideia é que Teixeira retorne aos médio-ligeiros após o embate deste final de semana. Para relembrar a entrevista feita pelo Round13 com o catarinense, basta clicar aqui.

Felizmente, o Fox Sports confirma a transmissão ao vivo do evento para o Brasil a partir das 22 horas deste sábado.

Comentários