Pré-Luta

Publicado em 03 de Dezembro de 2015 às 15h:29

Ele já venceu o câncer, e neste fim de semana tentará vencer Peter Quilin!

Foto do autor

Autor Daniel Leal


Imagem: CBS Sports

Este final de semana traz para os fãs de boxe, como evento mais destacado, aquele que ocorrerá no sábado, dia 5, no Barclays Center, no Brooklin, em Nova Iorque. Isto porque, nesta oportunidade, o campeão “Regular” dos médios pela AMB, Daniel Jacobs (30-1, 27 ko's) coloca sua coroa em jogo ao confrontar o ex-detentor da cinta da OMB, Peter “Kid Chocolate” Quilin (32-0-1, 23 ko's).

A programação ainda conta com Jesus Cuellar (27-1, 21 ko's), da Argentina, que defende seu boldrié AMB na categoria dos penas frente ao porto-riquenho Jonathan Oquendo (26-4, 16 ko's), e com o retorno de Cris Algieri (20-2, 8 ko's), voltando de suas duas primeiras derrotas na carreira – frente à Manny pacquiao e Amir Khan, em sequência. Algieri tentará vencer novamente ao encarar Erick Bone (16-2, 8 ko's), do Equador, em peleja de 10 rounds nos meio-médios.

Tanto Jacobs quanto Quilin podem se considerar em casa para o combate principal da noite, uma vez que ambos são do Brooklin, ainda que o desafiante tenha nascido em Chicago, e o campeão, em Brownsville. Logo, ninguém terá a vantagem geográfica a seu favor.

Quilin vem tentando se reerguer após perder seu título por questões burocráticas, e não conseguir recuperá-lo ao exceder o peso diante de Andy Lee, em Abril (a luta acabou não valendo o cinturão da Organização Mundial de Boxe por essa razão). Em setembro nocauteou Michael Zerafa, em seminfinal do combate entre Cornelius Bundrage e Jermall Charlo e agora tem oportunidade de provar que seus problemas com a balança ficaram para trás, e merece, portanto, ser considerado um lutador com credibilidade suficiente para eventos mais importantes.

Já Danny Jacobs fará a terceira defesa do seu cinto da Associação Mundial de Boxe, tendo posto ele sob risco pela última vez em Agosto, diante de Sergio Mora, que acabou saindo do ringue graças à lesão no tornozelo ocasionada durante um knockdown. Sua sequência de vitórias impressiona: São dez seguidas, todas por nocaute. E a maior delas aconteceu nesse meio tempo, fora do quadrilátero de cordas, quando Jacobs venceu o câncer, tendo passado por uma recuperação dificílima, levando dois meses, após cirurgia, para reaprender a andar. Depois de estar longe dos tablados por um ano e meio, retornou com êxito pela via rápida em 2012, e no segundo semestre do ano passado conquistou, então, este que é seu primeiro título mundial. Logo, definitivamente, ganhando ou perdendo de “Kid Chocolate”, ele jamais será considerado o adversário mais difícil que já enfrentou.

Nenhum canal, infelizmente, confirmou a transmissão destas lutas para o Brasil.

Comentários