Pré-Luta

Publicado em 09 de Dezembro de 2015 às 19h:53

Joshua faz principal luta do boxe mundial, em fim de semana recheado de brasileiros atuando

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Além do peso-pesado britânico, Esquiva Falcão, Aldimar Santos, Josenilson dos Santos, William Silva, Sidney Siqueira e Jonivan Arisco fazem importantes combates internacionais

 

Parece que os dias 11 e 12 de Dezembro poderão ser considerados o “Fim de semana internacional dos brasileiros lutando no exterior”, pelo menos neste ano de 2015.

Confira abaixo a agenda das principais programações de boxe acontecendo nestas datas:

 

Sexta-feira

Jô encara Verdejo, com William Silva nas preliminares

Em evento que ocorre em San Juan, Porto Rico, a Top Rank colocará dois brasileiros para performar. Atuando na preliminar principal da disputa do cinturão vago da OMB nos super-galos, entre Nonito Donaire (35-3, 23 ko's) e Cesar Juarez (17-3, 13 ko's), o brasileiro Josenilson dos Santos (27-3, 17 ko's), o “Jô”, terá uma pedreira pela frente ao encarar o pugilista da casa e grande promessa, Felix Verdejo (18-0, 13 ko's). Jô vem de derrota há mais de um ano para o ex-campeão mundial Paulus Moses, mas terá oportunidade de, se conseguir surpreender Verdejo, arrebatar o título latino dos leves pela Organização Mundial de Boxe, que estará em jogo.

William Silva (22-0, 13 ko's), outro peso-leve tupiniquim, também atuará na programação. Ele pega o mongol Bayan Jargal (17-7-3, 11 ko's), em oito rounds, nesta que é sua segunda peleja sob contrato com a promotora de Bob Arum. Vencendo, Silva cresce ainda mais no conceito de Arum e da Top Rank, e pode ansiar voos mais altos.

ATUALIZAÇÃO: O SporTV confirma a transmissão ao vivo deste evento, á partir da 01:10 da manhã, na madrugada desta sexta para o sábado!

Arisco tem oportunidade de título internacional.

O baiano Jonivan “Arisco” Barreto (10-1, 6 ko's) terá bela oportunidade de levar para casa o cinturão AMB Fedebol nos pesos leves, que está vago, nesta sexta. Para isso tem que passar pelo chileno Hardy Paredes (17-13, 10 ko's), lutando em San Pablo, no Chile. Vencendo, Jonivan poderia pensar em título latino pela entidade, e, consequentemente, rankeamento mundial. Em seu córner, o soteropolitano conta com toda a experiência do treinador Amônio “Mone” Silva.

 

Sábado

Anthony Joshua busca continuar fazendo seu nome ao confrontar Dillian Whyte

É normal que dois pugilistas sem títulos mundiais na carreira inteira, façam o principal confronto de um pay-per-view? A resposta é “sim” se você for a maior promessa dos pesos-pesados, enfrentando outro conterrâneo, também invicto. Por isso que o combate entre os britânicos Anthony Joshua (14-0, 14 ko's) e Dillian Whyte (16-0, 13 ko's) – que na realidade nasceu na Jamaica – será transmitido pela Sky Sports no Reino Unido, apenas via pacotes avulsos pagos.

O embate vale os cinturões britânicos, do Reino Unido, e Internacional do CMB, na categoria máxima. Além disso, a posição de maior prospecto da divisão de gala do boxe mundial, hoje nas mãos de Joshua, também está em jogo. Isso porque existe toda uma aura de invencibilidade e destruição que cercam o jovem pugilista desde que se profissionalizou, após ganhar a medalha de ouro em Londres-2012, já que vem demolindo sem dificuldades todos que se colocam à sua frente, incluindo sua última luta, perante Gary Cornish, até então invicto em 21 apresentações, e caras conhecidos por serem geralmente resistentes, como o brasileiro Raphael Zumbano, que sucumbiu ao poder de punch de Anthony logo no segundo round. Whyte não é um lutador tão brilhante, mas não deixa de representar riscos. Ele também venceu brasileiros (Irineu Beato Costa e Marcelo “Martelo” Nascimento), porém seu principal adversário até hoje foi seu último, o mediano Brian Minto.

Resta esperar para ver se Joshua, que traz uma agressividade e sede de sangue incomuns nos pesados nos últimos tempos, conseguirá corresponder ás expectativas. Infelizmente não há transmissão confirmada desta luta para o Brasil.

Esquiva Falcão entra no ringue novamente, ao vivo, no SporTV.

O brasileiro Esquiva Falcão (11-0, 8 ko's) continua sua caminhada profissional, neste sábado, no Convention Center de Tucson, Arizona, ao performar pela sexta vez em 2015. Ele estará diante do experiente Hector Munoz (23-16-1, 15 ko's), conhecido por ter perdido para nomes como Mike Jones, Jermall Charlo, Alfredo Angulo e Shawn Porter, além de ter surpreendido Hector Camacho Jr. em 2013, ao batê-lo por pontos em dez assaltos. Mais importante do que subir um pouco o nível de oponentes, como será o caso deste combate, será avaliar como Esquiva se sai diante de Munoz em relação aos resultados de outros bons boxeadores frente à este mesmo adversário. Prova de que a Top Rank, promotora de Falcão, esta pronta para começar à testá-lo e, quem sabe, coloca-lo na corrida por uma cinta mundialista, já no ano que vem.

Além de nosso medalha de prata nas últimas olimpíadas, outro atleta do Brasil atuará no evento. Trata-se do ex-campeão nacional dos leves, Sidney Siqueira (26-10-1, 17 ko's), que enfrentará o local Jose Benavidez (23-0, 16 ko's), dentro do limite dos meio-médios. Siqueira vem de duas derrotas para Vitor Freitas, aonde acabou perdendo seu título brasileiro quando se enfrentaram pela última vez, em Agosto. Sempre duro de ser vencido, não espere moleza para Benavidez durante a contenda.

O SporTV confirma transmissão da luta de Esquiva Falcão, á partir da 01:00 da manhã da madrugada de Sábado, para Domingo.

Aldimar tenta surpreender novamente, agora na Europa.

O peso-pena Aldimar Silva Santos (19-9, 12 ko's) foi muito bem em sua última aparição no quadrilátero de cordas, mesmo sendo derrotado por Evgeny Gradovich, em Outubro passado. Agora ele tenta novamente causar surpresa, e terá dez rodadas para fazer isso diante do ucraniano Oleg Malinovskiy (16-0, 5 ko's). O confronto ocorrerá em Kiev, casa de Malinovskiy.

Comentários