Pré-Luta

Publicado em 07 de Abril de 2016 às 21h:35

Martin vs Joshua: aguardado confronto de pesados ocorre neste sábado!

Foto do autor

Autor Luigi F.

Martin vs Joshua: aguardado confronto de pesados ocorre neste sábado!
Charles Martin e Anthony Joshua se enfrentam no sábado. Imagem: Matchroom Boxing

Enfim, chegou o momento. Neste sábado, na O2 Arena, em Londres, Inglaterra, “Prince” Charles Martin (23-0-1, 21 KOs) defende sua recém conquistada coroa dos pesados pela FIB diante do jovem promissor Anthony Joshua (15-0, 15 KOs). Apesar do belíssimo evento que ocorrerá no mesmo dia em Las Vegas, tendo como luta principal o confronto entre Manny Pacquiao e Timothy Bradley, o embate no Reino Unido será, na nossa opinião, a grande disputa deste final de semana. E neste muitíssimo aguardado duelo, diversas perguntas que vêm gerando debates entre os fãs de boxe, enfim, terão suas respostas.

Martin conquistou o cinturão em janeiro deste ano, ao derrotar o ex-medalhista de bronze nos Jogos de Pequim Vyacheslav Glazkov, após lance inusitado: Glazkov sentiu o joelho direito depois de um escorregão, e, ao sofrer uma queda, acabou impossibilitado de continuar. Com a sucesso de Charles, é a primeira vez desde 2006 que os EUA possuem ao menos dois campeões mundiais na categoria máxima entre as principais entidades que regem o boxe: além de Martin, Deontay Wilder é o campeão pelo CMB.

Joshua, por sua vez, chega como favorito pela mídia internacional, apesar de ser o desafiante. Campeão olímpico em Londres-2012 na categoria dos super-pesados, o boxeador britânico chama a atenção dos críticos desde sua estreia no profissional, em 2013. E nesses dois anos e meio de carreira, o lutador de 26 anos de idade conseguiu conquistar um cartel perfeito de 15 lutas invicto, sendo todas as vitórias pela via rápida.

É verdade que a vitória de Martin sobre Glazkov contou com uma bela pitada de sorte. Entretanto, além de possuir um percentual de 88% de vitórias por nocaute, Martin é canhoto, o que pode dificultar um pouco a vida de AJ, que até hoje ainda não enfrentou nenhum adversário com essa característica no profissional. Joshua, entretanto, até o momento vem cumprindo com perfeição sua empreitada pós amadorismo. Jovem, forte e com boa agilidade, o britânico vem de vitória sobre Dillian Whyte, seu compatriota que o havia derrotado nos tempos de amador.

E, para opinar sobre o confronto de sábado, não poderíamos de deixar de falar com o pesado brasileiro Raphael Zumbano “Love” (37-12-1, 30 KOs), que falou conosco diretamente de Las Vegas, onde se encontra para realização de seu training camp. Zumbano enfrentou ambos os pugilistas em 2015. Em fevereiro, encarou Martin em Phoenix, Arizona, nos EUA, onde acabou perdendo por nocaute técnico no 10º assalto. Cerca de dois meses e meio depois, Raphael foi para Birmingham, na Inglaterra, onde enfrentou Joshua. Contra o britânico, Zumbano acabou derrotado no segundo giro.

“Na luta contra o Joshua eu não lembro nada. Lembro que defendi um jab que ele lançou, e falei: ‘Como um cara desses consegue soltar um golpe com tanta velocidade, visão, potência e força?’. Lembro direitinho desse pensamento. Depois disso, apaguei e não lembro de mais nada, apenas alguns flashes no vestiário. Já com o Martin, foi uma luta dura, que eu briguei e consegui lutar, mas perdi muitos golpes e me atrapalhei com o fato dele ser canhoto”, declarou o brasileiro comentando sobre as duas experiências.

Questionado sobre sua opinião acerca do confronto do final de semana, Zumbano aponta Joshua como favorito. “Com o Martin, o que eu tive dificuldade é o fato dele ser canhoto. Já com o Joshua, ele é extremamente incrível, nunca vi um cara lutar com a facilidade que ele tem, com aquela visão de luta. O Joshua é pleno favorito na minha opinião, e acredito que ele ganha por nocaute. Porém, se a luta passar do quarto round, acho que tem espaço para ele se complicar, e daí imagino que vá para os pontos. Falo com o Martin até hoje e ele não é bobo, ele sabe quem vai enfrentar e com certeza está muito bem preparado. Boxe é boxe, tudo pode acontecer, mas na minha opinião, se o Martin vencer será uma zebra. Ele tem que tirar um coelho da cartola para vencer essa luta. Já o Joshua, basta manter o que vem fazendo e adaptar o jogo dele para enfrentar um canhoto”, finalizou.

Nas preliminares, duas disputas de cinturão também agitam o evento. O galês Lee Selby (22-1, 8 KOs) defende seu boldrié dos penas pela FIB pela segunda vez, diante do estadunidense Eric Hunter (21-3, 11 KOs). Já o inglês Jamie McDonnell (27-2-1, 12 KOs) coloca em jogo pela quarta vez seu cinturão dos galos pela AMB diante do mexicano Fernando Vargas (29-9-3, 20 KOs).

A programação será transmitida ao vivo para o Brasil pelo Esporte Interativo, através do canal EI Maxx, a partir das 15h45 deste sábado.

Comentários