Pré-Luta

Publicado em 28 de Janeiro de 2016 às 05h:03

Natan Coutinho tenta maior vitória da carreira contra Zou Shiming

Foto do autor

Autor Luigi F.


Natan Coutinho (Imagem: Jonathan Roberts Photography) / Zou Shiming (Imagem: Reuters)

Um confronto que colocará frente a frente a juventude de um promissor lutador brasileiro buscando dar o maior passo da carreira contra a experiência de um boxeador chinês consagrado nos tempos de amador, mas que precisa dar a volta por cima após sofrer a primeira derrota como profissional. Enfim é chegada a hora. Neste sábado, lutando em Xangai, maior cidade da China, o super-mosca brasileiro Natan Coutinho (12-0, 10 KOs) descerá uma categoria para desafiar o chinês Zou Shiming (6-1, 1 KO), em duelo válido pelo cinturão internacional dos moscas pela OMB.

Oriundo do bairro de Jaçanã, em São Paulo, capital, Natan Coutinho tentará fazer história e se projetar nos rankings mundiais. Tendo construído até hoje uma carreira invicta lutando basicamente em solo brasileiro, Natan fez toda a preparação no Coliseu, tradicional academia localizada na cidade de Guarulhos, na região metropolitana da capital paulista. Vindo de vitória sobre Felipe Mattos dos Reis em junho do ano passado, o brasileiro chegou a China no último final de semana.


Natan tira foto na frente de quadro de Shiming, em Xangai. Imagem: arquivo pessoal.

“Estou surpreso demais com o tratamento que me deram aqui. Estou num hotel muito bom, e o pessoal vem me buscar pra academia a hora que eu quero. Tanto a estrutura da academia, quanto a do hotel, são muito boas. Estou sendo muito bem tratado. Aqui estou trabalhando mais manopla, saco e finalizando a parte física na esteira. Já estou perto do peso, estou tranquilo para a pesagem na sexta”, contou Natan com exclusividade ao Round13, mostrando otimismo apesar de ser considerado o azarão pela mídia internacional.

Também conversamos com Hilton Santos, treinador do pugilista paulista, que comentou um pouco sobre a preparação de Natan e também se mostrou confiante em sair com um bom resultado da China, contrariando os comentários de que a luta estaria ocorrendo de maneira precoce na carreira de seu pupilo. “Começamos a preparação do Natan há 40 dias. Conseguimos trabalhar um mês com sparrings num ritmo muito bom com a ajuda do Coliseu, realizando 111 rounds de sparring. Ele está muito bem fisicamente e tecnicamente, com uma boa distância. Assistimos várias lutas do adversário e nossa estratégia foi trabalhar em cima dos erros que foram observados nesses vídeos. O Natan tá preparado pra vencer essa luta. Agora é aguardar, mas acredito que o resultado será nosso”, declarou Santos.

Do outro lado, porém, há uma pedreira. Apesar de ter apenas 7 lutas como profissional, Zou Shiming possui 2 medalhas olímpicas de ouro (em Pequim-08 e Londres-12) e uma de bronze (em Atenas-04), além de ter se sagrado tricampeão mundial entre os amadores. Aos 34 anos de idade, o astro chinês ainda não encantou no boxe profissional. Entretanto, estará pressionado neste sábado: além de lutar na frente de sua torcida, Shiming vem de derrota para o tailandês Amnat Ruenroeng, em março do ano passado, num combate válido pelo título dos moscas pela FIB. Uma nova derrota neste sábado pode diminuir, e muito, o apelo de seu nome junto a Top Rank, empresa responsável por gerencial sua carreira desde a profissionalização.


Staff de Natan: Mauro Katzenelson (empresário), Hilton Santos (treinador), Teddy (representante Don King Promotions) e Natan Coutinho.

“Tô muito feliz com essa oportunidade. É minha chance de aparecer para o mundo, mostrar meu boxe para quem não conhece, e se Deus quiser não vou deixar essa oportunidade passar. Me preparei muito pra estar aqui. Nada veio de graça pra mim, estou aqui pelo fruto do meu trabalho e da minha equipe. Gostaria de pedir a torcida dos brasileiros. O boxe brasileiro só tem a ganhar se eu vencer. Trabalhei muito e me sinto pronto para fazer cada round como se fosse o último da minha vida”, declarou Natan ao Round13 em conversa realizada ontem.

Na principal preliminar, o japonês Ryota Murata (8-0, 5 KOs), conhecido do público brasileiro pela polêmica vitória sobre Esquiva Falcão na final das Olimpíadas de Londres, em 2012, segue para mais uma luta na carreira profissional. Murata, que possui no currículo vitórias no profissionalismo diante dos tupiniquins Douglas Ataíde e Carlos Nascimento, terá pela frente o argentino Gaston Alejandro Vega (24-10-1, 10 KOs).

Infelizmente, o confronto não será transmitido para o Brasil por nenhuma emissora de televisão.

Comentários