Pré-Luta

Publicado em 01 de Outubro de 2015 às 21h:51

Teixeira, Matthysse e Broner protagonizam o boxe neste fim de semana!

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Teixeira da mais um passo em busca do mundial

O canhoto catarinense Patrick Teixeira (25-0, 21 ko's), será a atração principal do evento desta sexta-feira, dia 2, no Belasco Theater, em Los Angeles, Califórnia, com direito a transmissão do combate nos EUA. O brasileiro, eleito pelo Round13 recentemente como melhor lutador libra-por-libra do país, se encontrará com o texano Don Mouton (14-9-1, 12 ko's), substituto de última hora do mexicano Gabriel Martinez (28-10-1, 15 ko's), que teve problemas burocráticos.

Mas não se engane com Mouton, de 37 anos. Apesar do cartel não muito bonito, o norte-americano já enfrentou nomes como Anthony Dirrell, Curtis Stevenson, Badou Jack e Gilberto Ramirez, tendo sido vencido pela via rápida somente por este último.

A luta, pactada para dez rounds, se dará no limite dos médios e uma boa apresentação de Patrick pode lhe render uma eliminatória por título mundial em breve. Não há ainda confirmação de transmissão do combate para o Brasil.

Ramirez luta por cinta FIB dos cruzadores, na Argentina.

O hermano Victor Emilio Ramirez (22-2, 17 ko's), campeão interino da FIB nos cruzadores, terá a possibilidade de confirmar sua passagem para o título regular da entidade após a aposentadoria confirmada de Yoan Pablo Hernandez. Ramirez já é tratado pela mídia como o detentor desta cinta, porém, para isto, terá que ratificar este fato diante de Ovill McKenzie (25-12, 13 ko's), que apesar dos números não muito agradáveis aos olhos, vem de quatro vitórias consecutivas e é o atual campeão britânico e Continental pela AMB.

Para ultrapassar McKenzie, Ramirez terá toda a torcida de sua terra natal a seu favor, uma vez que a contenda – que ocorre nesta sexta – acontecerá no clube Villa La Ñata, em Benavidez, Buenos Aires.

Matthysse pode ser campeão do mundo pela primeira vez!

Não, você não está lendo errado e nem eu estou ficando louco. Fato é que, quando lutar neste sábado, no StubHub Center, em Carson, Califórnia, o argentino Lucas Matthysse (37-3, 34 ko's) terá a chance de, finalmente, aos 33 anos, se tornar campeão por uma das quatro grandes entidades no boxe mundial. Matthysse, para quem não sabe, apesar de ter feito grandes eventos no pugilismo internacional, nunca alcançou nada além de um título interino e do cinturão “Silver” do CMB, ambos na categoria dos meio-médios-ligeiros.

Mais do que merecidamente tendo esta chance pela segunda vez (na primeira, em 2013, não conseguiu tomar os boldriés de Danny Garcia), ele defrontar-se-á com o ucraniano Viktor Postol (27-0, 11 ko's), valendo a cinta do CMB na divisão até 63,5 kg. Postol que, com certeza, não está muito a fim de deixar Lucas comemorar esta conquista, é, na realidade, o número #1 do ranking pelo Conselho, e não o é à toa. Ele já bateu sem maiores dificuldades pugilistas como Henry Lundy e Selcuk Aydin, portanto, apesar do excepcional momento de Matthysse, seu oponente poderá sim lhe ser uma pedra no sapato.

A FOX SPORTS tem um horário reservado para o Boxe, no sábado, ás 22:55, em sua programação, mas não confirmou o que, exatamente transmitirá. Pode ser alguma VT, este evento, ou o evento abaixo…

Inexplicavelmente, Broner e Allakhverdiev se enfrentam por cetro mundialista.

Dois pugilistas que vêm de derrotas, sendo um que mal lutou na categoria, e o outro, que está inativo à 1 ano e meio, podem disputar um título mundial vago? Segundo a AMB, sim! E é por isso que o falastrão Adrien Broner (30-2, 22 ko's) terá neste sábado a chance de se tornar tetracampeão mundial em 4 divisões de peso distintas ao confrontar-se diante de Khabib Allkvhverdiev (19-1, 9 ko's), valendo o cinturão AMB dos meio-médios-ligeiros, que já pertenceu ao segundo, até Abril de 2014, quando o perdeu para Jesse Vargas, e não mais pisou em um ringue.

O mais esquisito é que os 140 libras da Associação Mundial de Boxe, possuem um campeão interino, Jose Benavidez (23-0, 16 ko's), que não alçou ao posto de “regular”, não se sabe por qual motivo, desde que Vargas largou seu título para subir de categoria. Qual a razão de haver um interino para colocar, frente a frente, o número #2 e #4, valendo o boldrié principal?

De qualquer forma, Broner, que vem de derrota par Shawn Porter em Junho, entra como favorito para mais esta “conquista”. Resta saber se conseguirá manter-se assim, já que tanto diante de Porter como de Marcus Maidana, acabou sendo surpreendido.

Em uma interessante preliminar principal da programação, o porto-riquenho Jose Pedraza (20-0, 12 ko's) faz a primeira defesa de sua cinta da FIB na categoria dos super-penas ao combater o veterano Edner Cherry (34-6-2, 19 ko's).

O evento ocorre na U.S. Bank Arena, em Cincinnati, Ohio, casa de Adrien Bronner, e, conforme dito anteriormente, não há confirmação á respeito de sua transmissão para o Brasil.

Comentários