Pré-Luta

Publicado em 24 de Fevereiro de 2017 às 19h:14

Wilder defende título mundial dos pesos-pesados neste sábado

Foto do autor

Autor Daniel Leal


Fox Sports 2 transmite a quinta defesa de cinturão do norte-americano, que retorna após quase 8 meses aos ringues, diante do desafiante, também invicto, Gerald Washington. (Imagem: Jennifer Hagler/PBC)

A boa notícia para os que, assim como eu, não gostam de carnaval e muito menos dos desfiles das Escolas de Samba é que temos boxe de alto nível sendo transmitido na TV a cabo. A Fox Sports 2 anuncia para este sábado, a partir das 22 horas, o combate entre o campeão mundial dos pesos-pesados, Deontay Wilder (37-0, 36 ko's) e Gerald “El Gallo Negro” Washington (18-0-1, 12 ko's).

Esta será a quinta vez que Wilder coloca em jogo seu cinturão do CMB, após quase oito meses longe dos tablados. Lesões causadas por um acidente de moto quase o haviam tirado de sua última luta e o mantiveram afastado até agora. Muito contestado como monarca desde que venceu Bermane Stiverne em Janeiro de 2015 – sua única vitória por pontos – “The Bronze Bomber” é conhecido por sua patada de direita e pela passagem meteórica no amadorismo, conquistando uma medalha de bronze em Pequim-2008, conforme conversado com nossa equipe em entrevista.

Washington, apesar do cartel invicto, não tem uma carreira de encher os olhos. Quase foi derrotado por Amir Mansour há um ano e quatro meses, sendo agraciado com um empate pelos árbitros. Diferente do que tem sido ventilado, não foi jogador da NFL, pois acabou não sendo draftado. Serviu apenas para os times de treinamento entre os profissionais, e depois migrou para o boxe.

É um desafio não muito complicado para Wilder, mas, como vimos anteriormente, o americano já teve dificuldades em lutas nas quais não deveria ter. Washington, de 34 anos, sabe muito bem que essa deve ser sua única chance de título, e se for isso mesmo o que ele deseja para sua vida, deverá entregar tudo em cima do quadrilátero. Deontay, por outro lado, tem toda certeza de que essa é só mais uma contenda para somar um êxito a seu cartel, no entanto, se deixar levar-se por esse pensamento, passa a correr riscos desnecessários.

O evento, que será realizado em Birmingham, Alabama, contará ainda com outro imbróglio por cetro mundialista, entre Jarrett Hurd (19-0, 13 ko's) e Tony Harrison (24-1, 20 ko's), válido pelo boldrié da FIB na divisão dos médios-ligeiros, que está vago desde que Jermall Charlo anunciou sua subida para os pesos-médios.

Comentários