Pré-Luta

Publicado em 03 de Novembro de 2017 às 12h:00

Wilder vs. Stiverne II na Fox Sports e Boxe Parnaíba II são as pedidas do Sábado!

Foto do autor

Autor Daniel Leal

Pesos-pesados fazem revanche pelo título CMB em Nova Iorque, com transmissão para o Brasil, enquanto, em Santana de Parnaíba, nova edição do evento da IBG traz duas disputas de cinturão brasileiro e o retorno de Del aos ringues. (Imagem: Divulgação/Montagem R13)

Deontay “The Bronze Bomber/A Bomba de Bronze” Wilder (38-0, 37 ko's) não é o mais popular e está longe de ser o melhor tecnicamente dentre os campeões mundiais dos EUA na atualidade. Mas, o detentor do boldrié CMB dos pesados está construindo, ainda que dependendo de sua pegada, uma aura de invencibilidade e nocautes em torno de seu nome.

Neste sábado, no Barclays Centre, no Brooklyn, em Nova Iorque, ele terá diante de si o único homem a quem não derrotou pela via rápida como profissional: Bermane Stiverne (25-2-1, 21 kos). O haitiano era o monarca em Janeiro de 2015, ocasião na qual foi destronado por Wilder, nos pontos, após 12 rounds.

Indas e vindas, casos de doping nos adversários e pressão por parte dos dirigentes materializaram esta revanche. Mesmo tendo lutado apenas uma vez, 10 meses depois do revés para Deontay, Stiverne foi colocado e nunca mais retirado da primeira colocação dos rankings do Conselho Mundial de Boxe, tornando-se um desafiante mandatório de longa data.

Com o teste positivo para substâncias ilícitas por parte de Luis Ortiz, oponente original do atual rei, Bermane, que pelejaria com Dominic Breazeale (18-1, 14 ko's) no card, foi alçado ao evento principal da noite. Sendo assim, além de conseguir um substituto já preparado para a luta, os promotores da “Bomba de Bronze” poderão, finalmente, fazer a defesa obrigatória do cinturão, deixando o caminho livre em 2018 para possíveis unificações.

Wilder tem, no entanto, uma briga de bastidores que chegou às vias de fato com o próprio Breazeale, que pega na mesma noitada Eric Molina (26-4, 19 ko's), e quer resolver isso na sequência. Dillian Whyte é cotado como possível oponente também, o que popularizaria Deontay na Inglaterra, já preparando o terreno para que encare Anthony Joshua no fim da próxima temporada, não esquecendo, é claro, do campeão OMB, Joseph Parker, que segue disponível. Tudo isso depende do que acontecerá na “Big Apple” neste final de semana.

Quem abrilhanta a programação nas preliminares é Shawn Porter (27-2-1, 17 ko's). O ex-campeão dos meio-médios, que vem de bela vitória sobre Andre Berto, confrontar-se-á com Adrian Granados (18-5-2, 12 ko's), duríssimo americano que nunca perdeu sequer de forma unânime pelos jurados, surpreendeu Amir Iman há dois anos, empatou com Kermit Cintron em 2013 e, de quebra, quase causou uma zebra frente a Adrien Broner em Fevereiro. A contenda vale o cetro de Prata do Conselho Mundial de Boxe nos meio-médios.

Com uma extensa carreira amadora e campeão mundial de Full Contact pela WAKO, Sergey Lipnets (12-0, 10 ko's) pode arrebatar seu primeiro cetro mundialista no boxe, também nas semifinais de Wilder-Stiverne II. Pra isso o cazaque terá que bater o japonês Akihiro Kondo (29-6-1, 16 ko's) e capturar pra si o cinto dos meio-médios-ligeiros pela FIB, deixado vago por Terence Crawford.

A FoxSports transmite os imbróglios, ao vivo para o Brasil, a partir das 23:00hrs deste sábado.

Boxe Parnaíba II é o destaque no Brasil

A segunda edição do evento promovido pela IBG – International Boxing Group, também acontece neste sábado, 4 de Novembro. Após ser sucesso de público no Ginásio Armando Frediani, o “Boxe Parnaíba” volta ao local, dessa vez trazendo duas disputas de título.

Estivan Falcão (2-0, 2 ko's) encara Robson Fonseca (2-3-1, 1 ko's) valendo o cetro interino dos leves pelo CNB. Fonseca retorna após sete anos sem combater. Em 2008 ele perdeu por pontos para o então promissor Wilson “Tsunami” Simão, e este é seu maior destaque, bem como o empate com Daniel Silva, um ano antes. Já o irmão Falcão mais jovem no profissionalismo teve boa passagem pelo pugilismo amador, estreando como profissional em Junho deste ano.

Fernando Pinto (4-0, 4 ko's), o “Cruel”, como é conhecido, terá pela frente Andre “Hammer Hand” Soares (9-2, 9 ko's). Em jogo estará o título vago dos meio-médios também do Conselho Nacional de Boxe. Fernando tem um passado em outras artes de combate e busca sua maior vitória na nobre arte. Já Andre, de 41 anos, vem de derrota pela via rápida para Felipe dos Anjos Matos há cerca de um ano, não tendo atuado mais desde então.

Adeilson dos Santos (19-3, 15 ko's), o “Del”, retoma a carreira após o revés na disputa pelo título mundial dos super-galos da OMB em Abril frente a Jesse Magdaleno. Atuando agora nos pesos-pena ele divide o tablado com o invicto Daniel Santos (5-0-2, 4 ko's), voltando aos ringues depois de oito anos ausente. A contenda está pactuada para oito assaltos.

Também em no máximo oito giros, Carlos “Falcão” Nascimento (15-5, 11 ko's) tenta emplacar uma vitória após somar dois resultados negativos seguidos no exterior. Para isso, subirá aos pesos-pesados aonde encontrará Robson “Bambu” Oliveira (4-2, 3 ko's). Ambos precisam vencer, o que, somado ao fato de Bambu só ter sido batido por Fabio Maldonado e Leandro Rufino, torna este um confronto bem interessante.

Depois de uma excepcional peleja diante de Daniel “Eddie Murphy” Araújo no BoxingForYou III, em Junho, Pablo Guardalupi (2-0-1, 1 ko's) está de volta. Em quatro rounds, encara Demeson Santos (1-1), cuja única derrota foi vendida cara para o campeão brasileiro dos penas pela CBBP, Aélio “Biro” Mesquita, em 2016. Se ambos repetirem a performance, a plateia verá um bom imbróglio.

Estreando entre os profissionais estará o super-leve Jhonatan Soares. Uma jovem estrela oriunda do Coliseu Boxe Center, pode demonstrar a mesma qualidade que tinha no amadorismo, tendo tudo para ir longe. Diante de si terá o também estreante Wallace dos Santos, baiano radicado em São Paulo.

A programação terá início às 18 horas. O Ginásio Armando Frediani fica localizado na Rua Prof. Edgar de Moraes, nº 476, Jardim Frediani, em Santana de Parnaíba. As entradas são gratuitas, mas a organização incentiva à doação de 1 kg de alimento não perecível. O Conselho Nacional de Boxe, que sanciona os títulos, também supervisionará o evento.

 

Comentários