Pré-Luta

Publicado em 26 de Fevereiro de 2016 às 18h:56

Willian Silva enfrenta Verdejo na principal preliminar de Crawford vs. Lundy

Foto do autor

Autor Luigi F.


Terence Crawford, Henry Lundy, Felix Verdejo e Willian Silva. Imagem: Top Rank/Divulgação

Enfim, é chegada a hora. Após cerca de dois meses de espera, estamos a pouco mais de 24 horas de assistir ao combate mais importante dos últimos anos envolvendo um boxeador brasileiro. Em uma boa programação no mítico Madison Square Garden, na cidade de Nova York, nos EUA, o paulista Willian “Baby Face” Silva (23-0, 14 KOs) encara o promissor porto-riquenho Felix Verdejo (19-0, 14 KOs), em combate que será a principal preliminar da programação que terá como destaque o confronto entre Terence Crawford (27-0, 19 KOs) e Henry Lundy (26-5-1, 13 KOs).

Pugilista brasileiro com um bom histórico no boxe amador, onde obteve cartel de 135-5, Willian Silva se profissionalizou em 2006. Treinado e acompanhado de perto por seu pai, Aluísio Silva, durante toda a carreira, o brasileiro vem sendo considerado um dos principais pugilistas tupiniquins nos últimos anos. Após conquistar os cinturões de campeão latino pela OMB em duas categorias (leve e meio-médio), o brasileiro assinou contrato com a Top Rank em 2015, após um cancelamento de última hora de sua luta contra o russo Petr Petrov. Sob a tutela da empresa de Bob Arum, “Baby Face” venceu, pela via rápida, Adam Mate e Bayan Jargal, em lutas que o qualificaram aos olhos da gigante companhia de promoção de boxe para o duelo deste sábado.

Já Verdejo não é considerado uma das grandes promessas do pugilismo mundial à toa. Dono de um sólido cartel amador de 106-17, o porto-riquenho disputou as Olimpíadas de 2012 em Londres, perdendo nas quartas-de-final para Vasyl Lomachenko. Logo após os Jogos, o “Diamante”, como é conhecido Verdejo, assinou contrato com a Top Rank, e vem tendo, desde então, a supervisão da empresa em sua carreira profissional. Após conquistar o cinturão latino da OMB pelos leves contra Marco Antonio Lopez, em abril passado, o porto-riquenho subiu ao quadrilátero mais duas vezes, batendo Ivan Najera e o brasileiro Josenílson dos Santos. Vale lembrar que o cinturão que hoje é de Verdejo já foi possuído por Willian Silva, que acabou vagando o boldrié por não ter condições financeiras de continuar realizando as defesas.


Felix Verdejo vs. Willian Silva. Imagem: Mikey Williams/Top Rank

Verdejo é considerado o favorito para a peleja de amanhã, tanto pela mídia internacional, quanto pelas bolsas de apostas, que, como frisamos em matéria publicada no início dessa semana, apontam uma grande vantagem para o promissor porto-riquenho. Willian, por sua vez, vem para a grande luta de sua vida. Uma vitória contra uma das maiores apostas do boxe ao redor do mundo provavelmente o colocará em posição muito adiantada para uma disputa de título mundial. O brasileiro e sua equipe trabalham para chocar o mundo com um bom desempenho neste sábado.

“Minha preparação foi boa, fiz muito sparring, treinei com o Esquiva Falcão, com o Alex Saucedo, então foi tudo muito bem. Estou preparado, confiante, feliz. Lutar no Madison Square Garden é realizar um sonho. Estou junto com meu pai, que me dá todo o apoio, e com o Gabriel de Oliveira, que também é meu técnico. Queria dizer às pessoas que acompanham minha carreira para que não percam essa luta, será uma luta fantástica entre dois atletas invictos buscando o combate durante o tempo todo. Vocês verão um grande espetáculo. Darei o melhor de mim em cima daquele ringue, podem esperar”, declarou Willian Silva com exclusividade ao nosso site em bate-papo realizado antes da pesagem oficial.


Terence Crawford e Henry Lundy fazem encarada tensa. Imagem: Mikey Williams/Top Rank

O combate de fundo do evento terá o norte-americano Terence Crawford defendendo seu cinturão dos super-leves, versão OMB, contra o provocador compatriota Henry Lundy. Bicampeão mundial em duas divisões de peso distintas, Crawford é o grande favorito para o duelo. Vindo de vitórias sobre Thomas Dulorme e Dierry Jean, Crawford estará realizando a segunda defesa de sua cinta. Lundy, por sua vez, vai para a primeira disputa mundialista na carreira profissional. Em suas últimas três lutas, Lundy acabou derrotado em duas (Thomas Dulorme e Mauricio Herrera), mas depois reencontrou-se com a vitória, vencendo Carlos Velasquez por nocaute técnico. Apesar do favoritismo de Terence, se o ímpeto e o clima pesado existentes nos momentos de encarada entre os dois contendores se mantiver, devemos ter uma luta intensa e movimentada.

A programação terá transmissão ao vivo para o Brasil pelo canal SporTV, a partir das 23h, com comentários de Daniel Fucs. Para relembrar a entrevista que o Round13 realizou com Willian Silva no início deste mês, basta clicar aqui.

Comentários