Pré-Luta

Publicado em 17 de Dezembro de 2016 às 04h:06

Yamaguchi defende título latino em despedida de Bernard Hopkins, na Califórnia

Foto do autor

Autor Daniel Leal


SporTV 2 e Fox Sports prestigiam a despedida do legendário lutador americano e também levarão ao ar preliminar em que Falcão confronta mexicano German Perez defendendo o cinturão latino dos médios pelo CMB.
(Montagem R13)

O Forum, em Inglewood, Califórnia, será palco de uma despedida de gala no boxe mundial neste sábado. Bernard “B-Hop/The Alien/The Executioner” Hopkins (55-7-2, 32 ko's) dá adeus aos ringues confrontando o top contender Joe Smith Jr. (22-1, 18 ko's), atual campeão Internacional dos meio-pesados pelo Conselho Mundial de Boxe, título este que estará em jogo e pode ser o último dos muitos conquistados por Hopkins.

Para os poucos que não o conhecem, B-Hop foi sete vezes campeão mundial em duas categorias. Muito mais do que isso, se tornou o monarca mais velho da história do boxe em 2013 quando, aos 48 anos, derrotou o invicto Tavoris Cloud para capturar o boldrié dos 78,9 kg pela FIB. Ainda unificou-o com a cinta da AMB, em Abril 2014, diante de Beibut Shumenov, sua última vitória, até o momento. Apresentou-se apenas mais uma vez, sete meses depois, quando foi transpassado por Sergey Kovalev via decisão unânime.

Foi nos pesos-médios, porém, que tornou-se uma lenda. Depois de duas tentativas frustradas – frente a Roy Jones Jr, de quem se vingaria em 2006, e Segundo Mercado, a quem imediatamente venceria na revanche – alçou ao reinado dos 72,5 kg pela Federação Internacional de Boxe, retendo-o por incríveis 10 anos e 3 meses, totalizando 20, isso mesmo, VINTE defesas do mesmo. De quebra arrebatou os demais três cetros da categoria (AMB, CMB e OMB), sendo o primeiro pugilista a possuir todos os quatro grandes títulos mundiais simultaneamente. Só Jermain Taylor, em duas disputas polêmicas nos pontos, conseguiu superá-lo nesta época.

Pulou duas divisões de peso e chegou à sua atual já vencendo o campeão linear e estrela do filme “Rocky Balboa”, Antonio Tarver. Tropeçou contra Joe Calzaghe, mas, na sequência, já deu uma lição inesquecível à Kelly Pavlik, da qual o então rei das 160 libras jamais se recuperou. Neste final de semana enfrenta um jovem em ascensão que não tem 10% de seu currículo, mas vem em bom momento, está em 4º no ranking do Conselho, vindo do maior êxito em sua trajetória, quando nocauteou Andrej Fonfara logo no primeiro assalto. Antes disso, batera o brasileiro Fabiano Pena e o duro Will Rosinsky.

Percebe-se, portanto, que Bernard não escolheu “um saco de pancadas com braços” qualquer para se despedir. Aos 51 anos e 11 meses dividirá o quadrilátero com um jovem quase 25 anos mais novo, rankeado e com um poder de punch considerável. Não se esperava menos de alguém que nunca escolheu adversários e sempre, mesmo nas derrotas, apresentou-se com excelência. Vencendo ou perdendo hoje, Hopkins se despedirá deixando saudades.

Para nós brasileiros, a noite é ainda mais especial. Nosso medalhista de bronze em Londres-2012, Yamaguchi Falcão (11-0, 5 ko's) segue sua jornada profissional ao defender sua cinta latina do CMB nos pesos-médios contra o mexicano German Perez (11-2-3, 3 ko's) . Sem nenhum grande destaque na carreira, Perez não deverá representar risco. Grande oportunidade para “Guchi” brilhar e arregalar os olhos dos americanos e de seu promotor, Oscar De La Hoya.

Nosso craque de luvas já é o número #21 do ranking do Conselho Mundial de Boxe, 1º lugar dentre os médios no Brasil pelo Round13, e está muito próximo de ocupar esta posição também em nosso tabelamento “libra-por-libra”, a ser divulgado em breve. Yamaguchi talvez seja, hoje, o atleta nacional mais próximo de um cinturão. Sua evolução tem sido nítida nos últimos combates e, seguindo assim, chegará cada vez mais forte e mais próximo a este objetivo.

Vale então sua audiência e sua torcida. O evento é tão importante que tanto a Fox Sports quanto o SporTv 2 confirmaram a transmissão do mesmo, ao vivo, a partir das 23h55 para o Brasil. A programação ainda deverá exibir o confronto entre o ucraniano Oleksandr Usyk (10-0, 9 ko's) e o sul-africano Thabiso Mchunu (17-2, 11 ko's), válido pelo cinto OMB dos cruzadores, hoje em posse de Usyk.

Comentários